E. C. Bahia

Com retorno de Rodrigão, Bahia enfrenta o Sport na Fonte Nova

Tricolor não perde para os pernambucanos em Salvador há 28 anos e está invicto no confronto este ano

Gabriel Rodrigues, Correio 24 horas (gabriel.rodrigues@redebahia.com.br)

Nos números, o tricolor pode se vangloriar e a torcida tem tudo para gritar mais alto. O Esquadrão não perde para o Leão do Recife há 28 anos em Salvador e está invicto contra o adversário este ano. Foram dois duelos contra o rival,  um empate e um triunfo que renderam ao Bahia o título da Copa do Nordeste.

No Brasileirão, a vantagem também é do Bahia, que venceu 14 dos 29 jogos disputados desde 1959 - quando eliminou os pernambucanos na fase regional, antes de conquistar o torneio nacional -, enquanto o Sport saiu vencedor em apenas seis oportunidades.  

“É um jogo muito importante, um jogo que contém uma rivalidade grande entre as duas equipes, as duas maiores torcidas do Nordeste”, disse Jorginho. 

(Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

O jogo é ainda mais interessante por conta do momento das duas equipes no Brasileirão. Com 19 pontos, o Bahia pode ficar a apenas dois do Sport, que tem 24, está em sexto e tenta uma vaga na Copa Libertadores do próximo ano. 

“Sabemos que vai ser um jogo difícil, mas precisamos de um bom resultado para que a gente possa se afastar cada vez mais da zona perigosa e pensar em coisas maiores”, pontuou o treinador.

Mistério

Para tentar surpreender o adversário, Jorginho fez mistério. Ele fechou o último treino antes da partida e só vai divulgar a escalação minutos antes da bola rolar. Rodrigão, recuperado de uma luxação no dedão do pé, volta ao time e terá como companheiros Zé Rafael e Mendoza, que entra na vaga de Allione, vetado pelo departamento médico por conta de uma dor no joelho. 

Quem também retorna ao time é Matheus Sales, que cumpriu suspensão contra o Santos e vai formar a dupla de volantes ao lado de Renê Júnior, enquanto Juninho e Edson ficam como opções no banco de reservas.  

Na lateral direita, a novidade será Régis Souza. Ele entra na vaga de Eduardo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Com a camisa tricolor, Régis atuou apenas contra o Flamengo. Ele ficou fora das partidas contra Atlético-MG e Santos por conta de problemas pessoais e vai fazer sua primeira partida como titular.

No banco, Jorginho terá ainda o atacante Maikon Leite, que voltou a ser relacionado após se recuperar de uma lesão no joelho e afirma que quer recuperar seu espaço no elenco. “Estou confiante que eu possa voltar a jogar, voltar a me sentir bem, ter uma sequência”, afirmou  o atacante. 

Casa cheia 

A partida entre Bahia e Sport promete ser de casa cheia. De acordo com a assessoria de comunicação do Bahia, até as 16h de sábado (29), cerca de 16 mil ingressos já haviam sido vendidos para o clássico. 

As entradas seguem à venda nas bilheterias da Fonte Nova até a hora do jogo.