E. C. Bahia

Coritiba x Bahia: o que esperar do confronto pela série A

Tricolor visita adversário remendado pela Covid-19

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Passado o dia de eleições municipais, o torcedor do Bahia volta para a realidade do seu clube. O tricolor já entra em campo nesta segunda-feira (16) para enfrentar o Coritiba, pela 21ª rodada da série A. O jogo acontece às 18h, no estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

Com os bons resultados recentes, o Bahia deu um grande salto na tabela e ocupa a nona colocação. No entanto, a distância para o oitavo colocado, Fluminense (7 pontos), é maior do que a diferença para o próprio Coritiba, primeiro time dentro da zona de rebaixamento (5 pontos). Até por isso, o time de Mano Menezes tem uma boa oportunidade de afundar um concorrente direto na briga para não cair.

Um triunfo na noite desta segunda-feira representa também a quebra de um longo tabu. O tricolor venceu o Coritiba no Paraná apenas uma vez na história dos campeonatos brasileiros, no ano de 1985, de acordo com dados do site oGol. Naquele ano, o Bahia também venceu em Salvador, assim como aconteceu nesta atual edição de Brasileirão. Para conseguir essa façanha, Mano terá o retorno de Gregore e Elias ao time titular, após cumprirem suspensão. Quem está suspenso dessa vez é o lateral Juninho Capixaba, que deve ser substituído por Zeca.

O adversário do time baiano terá desafio dobrado para a partida, pois enfrenta um surto de Covid-19 dentro do elenco. Ao todo, são nove jogadores contaminados e que estão fora da partida, além do técnico Rodrigo Santana.

FICHA TÉCNICA

Coritiba x Bahia - 21ª rodada do campeonato brasileiro da série A

Data: 16/11

Horário: 18h

Local: Estádio Couto Pereira, Curitiba (PR)

Arbitragem: Igor Junior Benevenuto (MG)

BAHIA

Provável escalação: Douglas, Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Zeca; Elias, Gregore e Daniel; Élber, Fessin e Gilberto.

CORITIBA

Provável escalação: Wilson; Maílton, Rodolfo Filemon, Sabino e William Matheus; Hugo Moura, Mateus Sales e Giovanni Augusto; Neilton, Robson e Rodrigo Muniz;