E. C. Bahia

De olho Vasco, Bahia vê distância para o G4 da Série B aumentar

Após empate em Santa Catarina, Tricolor precisa vencer o líder da segundona para continuar sonhando com o acesso

Bruno Queiroz (bruno.queiroz@redebahia.com.br)
- Atualizada em


O empate por 1x1 contra o Joinville, em Santa Catarina, não foi o pior dos prejuízos do Bahia na 21ª rodada da Série B. Os triunfos do CRB e do Brasil de Pelotas, estes sim, complicaram novamente a situação do tricolor em relação ao G4, já que a distância para o quarteto aumentou novamente para cinco pontos.


Aliado a isso, o clube mostrou à torcida que a promoção no valor dos ingressos e as ações do jogo contra o Paraná foram pontuais. Exatos cinco minutos antes da partida começar em Joinville, o site oficial divulgava o início da comercialização dos bilhetes para o jogo de sábado, contra o Vasco, com os antigos preços e setorizações.

Muriel tem ajudado o Bahia, que sábado encara o líder Vasco, na Fonte Nova (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)



Diante de todo contexto e situação, o técnico Guto Ferreira voltou a dizer que não se sente à vontade para convocar o torcedor a comparecer à Fonte Nova sábado, às 16h30, contra o líder Vasco.  “Eu digo contar com o torcedor porque já é de praxe. Direito de pedir isso eu não tenho ainda. Espero ter o quanto antes. Espero chegar no G4 para dizer que chegamos e vamos juntos”, afirmou após o jogo de terça.


Desfalques  

Dentro de campo, os problemas da vez são a ausência de Eduardo e Allano, suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Na lateral direita, Tinga é o substituto natural, mas o escolhido para a vaga no ataque ainda é uma incógnita.


Pela lógica, Victor Rangel é o favorito, pois vem entrando constantemente no decorrer dos jogos em tal função. Zé Roberto e Régis correm por fora. Se quiser surpreender, Guto pode optar ainda pelo atacante João Paulo, canhoto como Allano, ou Luisinho, que não vem sendo relacionado


Correio24horas