E. C. Bahia

De volta, Nino vive expectativa de conquistar seu terceiro Baiano

Bicampeão estadual pelo rival Vitória, lateral quer marcar seu nome na história tricolor

Gabriel Rodrigues, do Correio 24 horas (gabriel.rodrigues@redebahia.com.br)
Conquistar o título do Campeonato Baiano é o principal objetivo do Bahia nos próximos dias. Quando a bola rolar no domingo (8), às 16h, no Barradão, o tricolor estará a apenas um empate de faturar o seu 47º caneco do estadual. Glória que grande parte do elenco pode experimentar pela primeira vez, mas que o lateral Nino Paraíba sabe bem o que é.
De volta ao time depois de cumprir suspensão no primeiro jogo da final, Nino é o jogador do elenco que mais vezes venceu o Baianão. Foram dois títulos (2010 e 2013) nos quase seis anos vestindo a camisa do rival Vitória, de junho de 2009 a abril de 2015. Agora, ele afirma que está pronto para marcar o nome na história pelo tricolor.
Nino volta ao time do Bahia após cumprir suspensão na primeira partida da final (Felipe Oliveira / EC Bahia)
"Estou me sentindo muito feliz de chegar aqui no Bahia e já disputar uma final contra o rival dele, isso para mim é muito gratificante. A gente sabe que o Vitória é uma grande equipe, mas vamos lá para vencer", afirmou o lateral.
Caso conquiste o título pelo Bahia, Nino Paraíba vai entrar em uma lista de jogadores que venceram o estadual atuando pelos dois maiores clubes do estado. A relação conta com nomes como Arturzinho, Osni, Uéslei, Preto Casagrande, Bebeto Campos e, mais recentemente Vander, Uelliton, Júnior 'Diabo Loiro' e Maxi Biancucchi.
"Sabemos que temos uma grande equipe e que podemos ir lá fazer um grande jogo e sair com o resultado positivo e o título, que é o mais importante", analisa Nino.
Válvula de escape
Com o retorno de Nino Paraíba, Guto Ferreira ganha um reforço importante na parte ofensiva. O lateral tem sido um dos destaques do time e afirma, que apesar das dificuldades de jogar no Barradão, vai manter o seu estilo de partir para cima da defesa adversária.
"A gente sabe que o regulamento é nosso, mas temos que ir com o objetivo de ganhar o jogo. Se a gente for pensando no empate, termina perdendo. Eu vou jogar da mesma maneira que venho jogando o campeonato inteiro, não vai ser a final que vai mudar o meu estilo de jogo. Esse é o meu ponto forte e  vou dar sempre o meu melhor", garante o camisa 2.
Depois do susto com o técnico Guto Ferreira, internado no Hospital da Bahia na madrugada desta quarta (4) com um quadro de arritmia cardíaca, o elenco do Bahia voltou aos treinos em clima de mistério. Após ter alta pela manhã, Guto comandou um treino fechado à imprensa, à tarde, e começou a esboçar o time que vai jogar a final. A expectativa é que a equipe tenha apenas uma mudança, com Nino entrando na vaga de João Pedro na lateral direita.