E. C. Bahia

Descansando em BH, Fahel fala em fazer história no Bahia: "um clube que me conquistou"

Volante tem contrato até dezembro de 2012 com o Tricolor. Confira entrevista e veja a mensagem que ele envia para torcida

Hailton Andrade (hailton.neto@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Natural de Teófilo Otoni, o volante Fahel faz jus ao estilo mineiro de ser e se mostra um cara tranquilo. Fim de temporada, hora de descansar. Vinculado ao Bahia até dezembro de 2012, o jogador de 30 anos está em Belo Horizonte para curtir as férias juntamente com os familiares. A reapresentação tricolor está marcada para o dia cinco de janeiro e, até lá, a ideia é espairar, esquecer o futebol. Mesmo assim, o atleta atendeu à reportagem do iBahia Esportes sem fazer firulas. Um dos jogadores mais regulares do Esquadrão em 2011, ele falou sobre os planos para próxima temporada, Joel Santana, a polêmica das eleições e mandou uma mensagem para torcida do Esquadrão. Confira a entrevista.

Fim de temporada... Já está pensando em 2012?

Ainda estou esfriando a cabeça, né cara?! Só tive um dia de férias, na verdade. Ontem eu estava procurando resolver umas questões pendentes e agora estou em Belo Horizonte com a minha família. Só agora vou descansar.


Tem muito jogador conversando para renovar contrato com o Bahia. Conversou com os companheiros sobre isso? Sabe quem fica e quem sai?

Falei com muitos jogadores e todos demonstraram muito interesse de permanecer. O Bahia tem que ir nessa linha, segurar uma base forte, uma base boa, e contratar umas peças para o ano que vem.


Você acabou deixando o Botafogo muito criticado pela torcida alvinegra. Após dias ruins, você pode dizer que tudo está numa boa agora no Bahia?

Sim, está um beleza. Dificuldade todo mundo tem todo tempo. O que a gente tem que fazer é confiar em Deus, confiar no nosso potencial. Cheguei onde estou não por acaso, mas sim pelo meu esforço, pela minha qualidade. Sempre acreditei no meu trabalho, defendi grandes equipes. Você procurando fazer as coisas certas, as recompensas vêm na frente. Vou me esforçar para dar mais a essa torcida.


Seu contrato termina em dezembro de 2012. Já pensa em aumentar o vínculo com o Tricolor?

Com certeza. É um clube que chegei tem cinco meses, é um clube que me conquistou. A seriedede do presidente Marcelo Guimarães Filho, do diretor de futebol Paulo Angioni, o carinho dos funcionários... Sem falar dessa torcida que está entre as melhores do Brasil. Estou muito entusiasmado, estou muito feliz. Quero fazer história, dar títulos, permanecer muito tempo e criar uma identidade forte com o clube. Você sabe como é futebol, é resultado. Espero com a equipe fazer o nosso melhor e ganhar títulos.


Em 2012, o Bahia vai disputar quatro competições: Baianão, Copa do Brasil, Sul-Americana e Brasileirão. Quais desses torneios é possível vencer?

Todo campeonato sempre tem que entrar para conseguir o título. Como falei, estou muito entusiasmado. São quatro oportunidades que nós temos. A Copa do Brasil e a Sul-Americana dão vaga na Libertadores. O Bahia tem que sonhar grande.


Tudo indica que Joel Santana vai permanecer no comando do Bahia. Qual a importância da renovação do treinador?

A permanência do Joel é muito importante. Ele chegou com cerca de três meses para acabar o campeonato e acabou tendo o trabalho dificultado. Agora ele pode montar um grupo, conhece mais os jogadores e pode deixar o time com a cara dele. Com o campeonato em andamento é complicado. Estou muito entusiasmado com a permanência dele. Não só pela amizade, pois já trabalho com ele há alguns anos, mas pelas qualidades que ele tem.


Você recebeu notícias sobre as eleições do Bahia?

Sempre estou acompanhando e achei estranho isso que aconteceu. Graças a Deus o Marcelo voltou. Acho que ele fez um ótimo trabalho e, permanecendo, ele terá mais tempo para fazer um Bahia ainda mais forte. Marcelo tem uma cabeça boa, é um cara inteligente e tem tudo para colocar o Bahia entre os principais clubes do Brasil.


Para finalizar, manda uma mensagem para a torcida tricolor.

Que Deus possa abençoar cada família. O mundo hoje é um lugar muito violento e só com Deus e Jesus no coração as pessoas podem dar amor e mudar isso. Então, espero que Deus abeçoe cada vida, cada família neste fim de ano e no próximo também.