E. C. Bahia

Douglas Pires ‘dedura’ Kieza e planeja atrapalhar festa do Botafogo

Cheio de graça, goleiro jogou pressão para o time carioca, que pode conquistar o acesso no duelo contra o Tricolor

Fernanda Varela (fernanda.varela@redebahia.com.br)
- Atualizada em

O técnico Charles Fabian aproveita a folga no calendário para reforçar  os setores do Bahia que ainda apresentam deficiência. Ontem, em mais um dia de treino, o técnico pediu mais atenção ao setor defensivo, principalmente nas jogadas de bola aérea. Além disso, também cobrou dos atacantes que caprichassem na finalização.

O lateral-esquerdo João Paulo, que se recupera de uma pancada no tornozelo, foi poupado das atividades, enquanto o atacante Maxi, com incômodo na coxa, ficou apenas na academia. Quem está com moral com o treinador do tricolor é o goleiro Douglas Pires. Sem tomar gol há três jogos, ele está com a  autoestima muito boa. Ontem, durante o treino, o goleiro barrou uma bola de Kieza e caiu na gargalhada ao tirar sarro do artilheiro tricolor, com 12 gols na Série B. “Perdeu! Aqui não passa nada”.

Foi com o mesmo bom humor que Douglas Pires entrou  na sala de imprensa para conceder entrevista coletiva. Chegou, soprou os microfones “para testar o funcionamento” e colocou a assessoria de imprensa do clube em uma saia justa ao revelar  uma história do camisa 9.




Bem humorado, Douglas Pires quer manter sequência e não levar gols contra o Botafogo
(Foto: Felipe Oliveira/ECBahia)


“Kieza é o  atleta mais importante do time. É um companheiro que a gente não quer longe. Teve até um jogo que ele se dispôs a concentrar com a gente, viajar, mas ele perdeu o voo. Pelo menos ele tentou, né?”, brincou.

Quando levou um puxão de orelha da assessoria, que também levou a revelação na brincadeira, ele continuou. “Foi no jogo contra o Paysandu, depois do Ba-Vi que ele foi  expulso. O time viajou e, no dia do jogo, ele se atrasou e perdeu o voo”, riu novamente.

Brincadeiras à parte, Douglas Pires está focado no próximo desafio do Bahia, sábado, contra o Botafogo. O jogo será no Engenhão, no Rio. Líder com 62 pontos, o time carioca pode garantir o acesso no jogo contra o Bahia.


“Nosso combustível é a pressão que vai pra cima deles. Com essa possibilidade de nos vencer e conseguir o acesso, vai fazer uma pressão em cima deles. Isso pode nos beneficiar numa euforia ou desespero deles de vencer a partida”, acredita.

Para conseguir o acesso matematicamente já no sábado, o Botafogo precisa vencer o Bahia e torcer por tropeços de Sampaio Corrêa, Santa Cruz, Paysandu, Náutico, Bragantino e Luverdense.

Kieza 
Ontem, o Bahia recorreu da decisão do STJD de punir Kieza com três jogos de suspensão (restam dois a cumprir) e entrou com um pedido de efeito suspensivo. Caso seja concedido, Kieza atuará normalmente até que um novo julgamento aconteça.

Correio24horas