E. C. Bahia

Falcão explica suspense: "quando você divulga escalação, quem vai jogar relaxa"

Técnico só vai divulgar os 11 jogadores que vão começar jogando o BaVi no Barradão minutos antes da bola rolar. Jogo é às 16h

Cecílio Angelico (cecilio.angelico@redebahia.com.br)
- Atualizada em
Falcão dispara contra rival: "vamos entrar para ganhar o jogo"

Domingo é dia de Ba-Vi no Barradão e, como todo clássico, o jogo promete ser imprevisível. Assim como o Bahia que entrará em campo às 16h. Falcão prefere o mistério. Durante a semana, o treinador fez questão de não dar pistas da escalação tricolor. No único coletivo realizado, Júnior barrado, Magno na reserva e Ávine no meio. Sexta, só treino tático, mas nada de entregar 11 coletes.“Quando você divulga a escalação, automaticamente os jogadores que não vão jogar ficam mais relaxados. Tem que estar todo mundo preparado pra jogar. Não quero que ninguém se acomode”, justifica. Neste sábado, o Fazendão estava com as portas fechadas. Treino secreto para ensaiar jogadas. Não tem como negar, o Ba-Vi mexe como ambiente. “Essa semana foi muito proveitosa, muito boa. O que muda é o clima do clássico. É um jogo que não decide absolutamente nada, mas evidente que vamos entrar pra ganhar o jogo, respeitando o Vitória, que é um time de muita tradição”, comenta Falcão.Será o segundo clássico de Falcão no Bahia. No primeiro, 0x0 em Pituaçu na estreia do treinador. Domingo, o técnico espera um jogo melhor, mas já deixou claro que não promete espetáculo. “Cheguei na sexta e fiz um Ba-Vi no domingo. Não deu pra viver todo esse clima que envolve o clássico. Foi um jogo interessante, mas não foi um grande jogo, mesmo porque é difícil você ver uma grande apresentação em clássicos. Dessa vez não será diferente”, enfatiza.O Bahia joga com o retrospecto a seu favor. Dos últimos dez clássicos no Barradão, seis vitórias e apenas uma derrota para o rival. Falcão faz questão de minimizar os números e valorizar o rubro-negro. “O Vitória é um adversário difícil, não só lá, como em todo lugar. É um time bem treinado por Cerezo, tem jogadores de qualidade e uma torcida que empurra. Mas eles também vão encontrar um adversário difícil do lado de cá. É um clássico, um jogo sempre um pouquinho diferente”.O treinador também comentou sobre a situação do lateral Ávine e do atacante Zé Roberto, que treinaram normalmente com o restante do elenco. “Zé Roberto está voltando agora. Ávine já está há um pouco mais de tempo trabalhando com a gente. Vamos deixar as coisas acontecerem. Todos têm chances de jogar”. Ávine deve estrear este ano no lugar de William Matheus, que cresceu nas últimas partidas.  Já Zé Roberto fica como opção no banco. Morais deve ganhar o lugar de Júnior.Resposta - O presidente Marcelo Guimarães Filho respondeu ao atacante Neto Baiano, que falou que o dirigente estaria procurando emprego. "Deixe ele falar e vamos ver o que acontece depois do jogo".