E. C. Bahia

Feliz com momento 100% do Bahia, Doriva comemora e mira o futuro

Tricolor é o único 100% na Copa do Nordeste e no Campeonato Baiano. Neste sábado (27) o time encara o Orlando City

Gabriel Rodrigues (Gabriel.rodrigues@redebahia.com.br)

Se a torcida do Bahia ainda está meia desconfiada com o elenco e cobra contratações para setores carentes, dos resultados os tricolores não podem reclamar. O Esquadrão é único time 100% na Copa do Nordeste e no Campeonato Baiano. O triunfo sobre o Confiança, na Fonte Nova, deixou o time de Doriva como líder isolado do grupo C do Nordestão e cada vez mais perto da classificação para a segunda fase. 

"Foi uma vitória boa, importante, com uma atuação aguerrida no jogo, conseguiu o objetivo, que era o triunfo. A gente está feliz e agora vamos pensar no futuro", disse o técnico Doriva logo após a partida.


E por falar em futuro, o treinador vai ganhar mais uma opção para os próximos jogos. Novo reforço tricolor, o zagueiro Lucas Fonseca acompanhou o duelo na Fonte Nova e deve realizar exames médicos nesta sexta (26) para assinar com o clube.  


(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)



Autor dos dois gols que garantiram o triunfo do Bahia, Brocador tenta fugir da marcação do Confiança
(Foto: Arisson Marinho/Correio)


"Conheço pouco, já vi jogar, jogamos contra. É um jogador de um nível muito bom, com uma identificação com o clube, uma posição que estamos carente. Precisávamos de um jogador e o Lucas (Fonseca) vai nos ajudar bastante, claro que ele vai precisar de um tempo para se condicionar, mas é uma contratação que vai no ajudar", comemorou o treinador.  

Destino EUA
Sem tempo a perder, o elenco tricolor já embarcou para os Estados Unidos, local da partida amistosa contra o Orlando City, de Kaká. O duelo faz parte das comemorações dos 85 anos do clube e uma tentativa estreitar relações com o futebol da terra do Tio Sam. 

Doriva afirma que vai avaliar a condição física dos atletas por conta do grande desgaste e que a tendência é iniciar o jogo com um time alternativo.


"Vamos avaliar a situação de cada atleta, mas a tendência é essa, até porque não temos um elenco tão numeroso e a gente tem que ter cautela. Temos uma sequência de jogos que valem, claro que esse jogo tem seu peso por ser um amistoso contra uma equipe dos Estados Unidos, mas não é nosso principal foco",  afirmou o treinador. 

Correio24horas