E. C. Bahia

Guto quer elevar estatura do Tricolor por conta da bola aérea adversária

Principal preocupação do treinador é com a estatura e força física do seu time em relação ao rival

Bruno Queiroz (bruno.queiroz@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Avaliar o adversário, neutralizar os seus pontos fortes e trabalhar em cima das suas deficiências. É assim que Guto Ferreira vem preparando o Bahia para o jogo de amanhã, às 16h30, contra o Bragantino.


Mesmo tendo gostado da atuação do time no triunfo sobre o Luverdense, na última rodada, o técnico estuda fazer pelo menos uma mudança na equipe. “Vai ser um jogo complicado. Eles têm a bola aérea muito forte. Temos que estudar e trabalhar muito. Fazer opções táticas de estatura, talvez, para sustentar o jogo aéreo”, explicou Guto.


Técnico Guto Ferreira conversa com o lateral Moisés, que pode ser titular
(Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)


A principal preocupação do treinador é com a estatura e força física  do seu time em relação ao rival. Com isso, uma das possibilidades é utilizar o lateral-esquerdo Moisés na vaga de João Paulo para reforçar o setor defensivo. São oito centímetros de diferença entre os dois. João Paulo mede 1,73 m, enquanto Moisés tem 1,81 m. No treino de ontem, fechado para a imprensa, Guto Ferreira fez duas alterações no time, que só será divulgado na hora da partida.


Caso opte por manter a mesma equipe do último jogo, o Bahia vai à campo com Muriel, Eduardo, Tiago, Eder e João Paulo; Feijão, Luiz Antônio, Juninho e Renato Cajá; Allano e Hernane.


Os zagueiros Jackson e Lucas Fonseca, ambos com uma  fissura no pé, seguem fora do time. Edigar Junio já iniciou o processo de transição para o campo. Todos devem ser opção apenas para o jogo do  dia 16, contra o Atlético Goianiense, na Fonte Nova.


Correio24horas