E. C. Bahia

Invicto em casa, Bahia encara Palmeiras e tenta manter hegemonia

Apesar do cenário ser animador, é bom ter cuidado, já que o tricolor terá desfalques para o jogo

Fernanda Varela, do Correio 24h

Se o torcedor tricolor fica apreensivo quando o time vai jogar fora de casa, o mesmo não acontece com a Fonte Nova. Lá, o Bahia já mostrou que se sente bem à vontade. Boa notícia, já que o estádio será palco do jogo contra o Palmeiras, hoje, às 16h.

Tricolor está pronto para encarar o Palmeiras (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Um dos melhores mandantes do Campeonato Brasileiro, com 100% de aproveitamento, já que venceu todos as três partidas que disputou, o Esquadrão já marcou 10 gols e sofreu apenas dois. Os números da temporada como um todo, como mandante, também enchem os olhos.

Considerando Campeonato Baiano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro, o tricolor jogou 16 vezes como mandante - 12 vezes na Fonte e quatro em Pituaçu - e venceu 14 vezes. Os únicos resultados desfavoráveis foram contra o maior rival, Vitória, na derrota por 2x1 no clássico Ba-Vi, pela primeira fase do estadual, e no empate em 1x1 na ida da final do Baiano, num jogo em que o time abusou de perder chances.

Apesar do cenário ser animador, é bom ter cuidado. Devido à cláusula contratual que proíbe atletas emprestados de enfrentarem seus clubes de origem, o Bahia terá dois desfalques. Como pertencem ao Palmeiras o meia Allione, peça importantes a equipe, e o volante Matheus Sales estão fora da partida. Além disso, o técnico Jorginho ainda perdeu o volante Edson, expulso na rodada passada, em que o Bahia empatou com o Coritiba.

No meio-campo, Vinícius deve herdar a vaga do argentino. Já Juninho deve ser o escolhido para dar suporte à defesa, ao lado de Renê Júnior.

Outro importante desfalque para o confronto será o meia Régis. Apesar de ter treinado normalmente na sexta-feira, ele ainda precisa aprimorar a forma física para poder voltar a jogar. Artilheiro do time, com 11 gols marcados e quatro assistências, ele não joga desde a 3ª rodada, em 28 de maio, contra o Botafogo, quando lesionou a coxa. 

Reforços

Mas nem só de ausências vive o tricolor. O técnico Jorginho terá reforços para o jogo. É o caso do lateral-esquerdo Armero, que volta a ficar à disposição após ter se ausentado para servir à seleção colombiana, além do lateral-direito Régis Souza, anunciado na quarta-feira. Ele já foi regularizado e é opção para o jogo.


Palmeiras terá desfalques

Não é só o Bahia que tem desfalques para encarar o Palmeiras. Para o jogo de hoje, às 16h, na Fonte Nova, o alviverde terá duas ausências importantes. O técnico Cuca não poderá contar com o zagueiro Edu Dracena e o lateral Zé Roberto, que costumam ser titulares. 

Diante disso, a tendência é que Yerry Mina, que estava em defesa da seleção da Colômbia em disputa de amistosos, forme dupla de zaga com Juninho. Já na lateral, Egídio deve ser o escolhido, apesar de Michel Bastos e Juninho, que já atuou improvisado na posição, também serem opções. Outra boa notícia para os paulistas é o retorno de Miguel Borja, que deve ser titular.