E. C. Bahia

Kayke é apresentado e garante que os gols 'vão chegar'

Novo centroavante tricolor é mais uma esperança de gols da equipe; em dois jogos, time não balançou as redes

Bruno Queiroz, do Correio 24h

Dois jogos, duas derrotas e nenhum gol marcado sequer. As atuações do Bahia contra Botafogo da Paraíba e Bahia de Feira de fato não agradaram, mas o que mais chamou a atenção negativamente na equipe de Guto Ferreira foi a ineficiência ofensiva. 

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

No primeiro jogo da temporada, o time até criou boas oportunidades mas pecou nas finalizações e perdeu até um pênalti com Edigar Junio. O maior candidato a acabar com esse problema é o centroavante Kayke, que foi apresentado na tarde desta segunda-feira, no Fazendão. 

O jogador que disputou a Série A pelo Santos na última temporada ainda não tem previsão para estrear, mas já mostrou de cara que não foge da responsabilidade em vestir a camisa do Bahia. "Pressão é sempre bom. Quando tem pressão é porque tem torcida, é porque é time grande. Foi assim no Santos, no Flamengo, e vai ser assim no Bahia. Espero que na minha carreira continue sendo dessa forma pois vai mostrar que eu estou no caminho certo e vestindo a camisa de grandes clubes", afirmou. 

Kayke elogiou os companheiros de ataque Edigar Junio e Hernane, e garantiu que a seca de gols do time em breve vai acabar. "Os gols são detalhes, eles vão chegar, independente de quem esteja fazendo (...) Eu respeito muito eles (Edigar e Hernane), mas vou buscar o meu espaço e vou fazer o meu melhor para ao longo do ano conseguir o meu lugar na equipe", prometeu. 

Ano passado, pelo Santos, Kayke atuou em 42 partidas, sendo 22 delas como titular e marcou nove gols. Em 2015, no Flamengo, participou de 16 jogos na Série A, 10 como titular e balançou a rede seis vezes. No mesmo ano, antes de chegar ao rubro-negro carioca, havia marcado 20 gols pelo ABC em 35 jogos