E. C. Bahia

Nacional x Bahia: o que esperar do tricolor na Sul-Americana

Tricolor tem boa vantagem para o jogo de volta da primeira fase

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Não tem folga do Carnaval. Enquanto o torcedor usa a quarta-feira de Cinzas para descansar da festa ou retomar a rotina normal, o Bahia já entra em campo em um jogo importante da temporada. É o jogo de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana, diante do Nacional-PAR. Os times entram em campo às 19h15, na cidade de Villa Elisa (Paraguai).

SAIBA ONDE ASSISTIR O JOGO DO BAHIA PELA SUL-AMERICANA

Gilberto abriu o placar no jogo da Fonte Nova (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Localizada a 16 km da capital Assunção, a cidade paraguaia abriga o estádio Luis Alfonso Giagni, que pertence ao Sol de América e tem capacidade para 11 mil espectadores.

O tricolor baiano entra confortável para o confronto desta quarta-feira (26). O time venceu por três a zero o jogo de ida, na Fonte Nova, e pode até perder por dois gols de diferença que sai do Paraguai classificado à próxima fase da competição continental.



Apesar da vantagem, o Bahia não está em situação cômoda na temporada. A equipe de Roger Machado foi eliminada na primeira fase da Copa do Brasil e ainda perdeu o BaVi, depois de três anos de invencibilidade. Foi justamente contra o Nacional que Roger começou o esquema com Élber, Clayson e Rossi atuando por trás de Gilberto. O técnico, inclusive, deve usar aquela mesma escalação da partida de ida.

Veja os melhores momentos da primeira partida, vencida por três a zero pelo Bahia:



FICHA TÉCNICA
Nacional-PAR x Bahia - Jogo de volta da 1ª fase da Copa Sul-Americana
Data: 26/02
Horário: 19h15
Local: Estádio Luis Alfonso Giagni, Villa Elisa (Paraguai)
Arbitragem: Patricio Loustau (Argentina)
BAHIA
Provável escalação: Douglas (Anderson), João Pedro, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Gregore, Flávio e Rossi; Élber, Clayson (Arthur Caíke) e Gilberto.
NACIONAL-PAR
Provável escalação: Juan Espínola, Juan Franco, Garay, Luís Cabral e Farid Díaz; Riveros, Zaracho, Franco Costa e Benítez; Villagra e Beltrán.