E. C. Bahia

No Joia da Princesa, Bahia estreia no Baianão contra Bahia de Feira

Tricolor inicia busca pelo título do estadual no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana

Bruno Queiroz, do Correio 24 horas (bruno.queiroz@redebahia.com.br)

O primeiro passo é neste domingo (21), às 16h, contra o Bahia de Feira, no Joia da Princesa, mas o olhar do Bahia já está lá na frente, na reta final do Campeonato Baiano. Não é segredo nem utopia dizer que a dupla Ba-Vi é a grande favorita ao título da competição que começa hoje e a fazer a decisão nos dias 1º e 8 de abril.

Diante do Tremendão, Bahia tenta largar bem no Baianão (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Para o tricolor, ser campeão estadual em 2018 significa impedir o tri do rival, além da conquista em si, que representaria seu 47º troféu do torneio. São duas edições sem o maior título do estado, desde quando bateu o Vitória da Conquista em 2015. 

O técnico Guto Ferreira comandava o Bahia no ano passado e deixou a taça escapar após dois empates na final: 1x1 na Fonte Nova e 0x0 no Barradão. Como tinha a vantagem de jogar por dois empates, foi o Vitória quem comemorou. A pressão para retomar o título e sustentar um “legado” já veio de cima.

“Acho que a torcida tem um carinho pelo Campeonato Baiano, a gente entra em qualquer competição para brigar. Apesar de ter dois anos que não vencemos, vamos brigar por um legado que é de ser o time mais vencedor do campeonato”, cobra o presidente tricolor, Guilherme Bellintani. A estreia, hoje, será transmitida ao vivo pela TV Bahia.

Depois de estrear na temporada com derrota para o Botafogo-PB por 1x0, pela Copa do Nordeste, Guto Ferreira acredita que o time vai evoluir com o passar dos jogos. “Com o crescimento da parte física e mais tempo para entrosar, de trabalhar movimentos táticos, a equipe vai crescer e chegar onde a gente quer. Ainda existem peças que estão em fase de treinamento. O time está em formação. À medida que se avaliar necessidades, vai se trabalhar para buscar”.

Jogadores poupados

Guto não mandará a campo uma equipe toda reserva, mas vai poupar alguns jogadores, e com isso o time terá mudança em todos os setores.

Titular na derrota para o Botafogo-PB, o atacante Edigar Junio nem viaja para Feira de Santana. Hernane será o centroavante.

No meio-campo, o volante Edson deve ter a companhia de Elton, já que Nilton foi poupado. O ex-jogador do Cruzeiro vem de duas temporadas no futebol japonês e fica em Salvador para aprimorar a forma física.

Quem também não estará no duelo é o zagueiro Lucas Fonseca. Rodrigo Becão e Everson aparecem como opções para compor a defesa ao lado de Tiago. Douglas Grolli foi regularizado depois do tempo limite para jogar na primeira rodada.

Apesar das primeiras impressões positivas deixadas por João Pedro e Léo, os laterais Nino Paraíba e Mena podem aparecer na equipe. O chileno, inclusive, dá opção de ser utilizado no meio.

“A ideia inicialmente era repetir a equipe nos dois primeiros jogos, porque existe também a adaptação e, se a gente precisa ganhar ritmo, precisamos fazer um número de jogos, mas também não correr risco de lesão”, ponderou Guto Ferreira.

O provável time do Bahia tem Douglas, João Pedro, Tiago, Everson e Léo; Edson, Elton, Zé Rafael, Régis e Elber; Hernane.