E. C. Bahia

Tricolor marcou apenas um gol na Série A em três jogos disputados

Ataque segue devendo, mas tem a chance de melhorar a média neste domingo (6) contra o Sport

Bruno Queiroz, do Correio 24h

O Bahia tem três desfalques na defesa para enfrentar o Sport neste domingo (6), às 19h, na Ilha do Retiro. Lucas Fonseca e Everson são os únicos zagueiros relacionados e vão formar a dupla titular. Mesmo assim, a maior preocupação dos torcedores tem sido com o setor ofensivo da equipe. 

Foto: Felipe Oliveira

O técnico Guto Ferreira não tem problemas no ataque no que diz respeito às peças. Edigar Junio, Júnior Brumado, Kayke, Élber e até o novato Ítalo, relacionado pela primeira vez, vão para o jogo. A questão que tem deixado a desejar é falta de eficiência. Em três partidas pela Série A, o tricolor marcou apenas um gol, com Júnior Brumado. 

A média é de 0,33 gol por jogo. Em 25 jogos na temporada, foram 45 gols marcados, o que faz a média total aumentar para 1,8 gols por partida. A comprovação de que o problema atual está na efetividade é o número de chances que o Bahia criou contra Internacional, Santos e Atlético Paranaense. 

Na estreia, no Beira-Rio, apesar da derrota por 2x0, o tricolor finalizou 11 vezes, sendo que nove delas de forma errada, sequer dentro das três traves. Diante do Peixe, na Fonte Nova, mesmo número de finalizações, mas desta vez seis foram dentro da meta defendida por Vanderlei. Já contra o Furacão foi a partida que a equipe mais criou na Série A. Ao todo, foram 21 finalizações, sendo oito certas e 13 erradas. 

Na temporada, Vinicius segue como artilheiro do time com sete gols. Edigar tem cinco e Brumado, quatro.