E. C. Bahia

Vivendo altos e baixos, Talisca fala sobre momento no Benfica e projeta volta ao Bahia

Formado nas categorias de base do tricolor, volante amarga a reserva e marcou apenas um gol na atual temporada

Redação Correio 24h

A chegada de Anderson Talisca ao futebol europeu foi melhor do que o jogador esperava. Revelado nas categorias de base do Bahia, ele foi vendido ao Benfica por R$ 12 milhões e apesar do rótulo de aposta se tornou a sensação da equipe na temporada 2014/2015, despertando o interesse de clubes da Inglaterra e arrancando elogios do técnico português José Mourinho. A boa fase levou o baiano às seleções olímpica e principal, mas tudo sofreu uma reviravolta na atual temporada. De titular absoluto, Talisca perdeu espaço no time e foi para o banco de reservas. Atuou em apenas 13 partidas e marcou um gol, números bem diferentes dos 11 tentos marcados nos 44 jogos disputados na temporada anterior. 

Um mês após fracasso na Série B, Bahia ainda não anunciou técnico nem atleta


"É um momento que todo jogador passa. Insegurança, falta de confiança, mas estou trabalhando firme. Estava jogando na Liga dos Campeões e depois saí, como aconteceu no Campeonato Português. Há um rodízio de jogadores no elenco e se a gente fica sem jogar, não marcamos gol. É a falta de continuidade de jogos que tem feito isso", explicou Talisca em entrevista ao Globo Esporte.




Anderson Talisca espera ter mais espaço no time do técnico Rui Vitória (Foto Divulgação/Benfica)


Um explicação para os altos e baixos na vida do jogador de apenas 21 anos pode ser a mudança no comando técnico do Benfica. O treinador Jorge Jesus deixou a equipe e assumiu o rival Sporting. São treinadores diferentes. Com o Jesus, eu realmente jogava mais, agora não estou jogando muito. Procuro não pensar nisso, só jogar. Não tem nenhuma desavença com o Rui Vitória, longe disso",  frisou o volante.


Terceiro colocado na Liga Portuguesa, o Benfica terá uma parada dura na Liga dos Campeões da Europa. O adversário nas oitavas de final da competição será o Zenit, da Rússia, que tem o atacante Hulk como um dos principais atletas.

Bahia
Mesmo no velho continente, Talisca segue acompanhando o tricolor e afirma que o momento do clube levantar a cabeça depois do fracasso na Série B. O volante projeta ainda o retorno ao Esquadrão.


"Pretendo voltar para o Bahia. Eu dei um "até breve", não um "adeus". Só saí para realizar o sonho de todo jogador que é jogar na Europa. Saí de lá sem briga, sem mágoa. Saí pela porta da frente e vou voltar, não agora. Talvez para encerrar a carreira, mas eu vou voltar", afirmou o jogador.  

Correio24horas