E. C. Vitória

Com contrato até fim de 2016, Anderson Barros deve ficar Vitória

Diretor de futebol afirma que quer cumprir contrato com o Leão e que vai sentar com os dirigentes para ajustar detalhes

Redação Correio 24h

Se um dos pré-requisitos para o técnico Vagner Mancini renovar contrato com o Vitória é a permanência do diretor de futebol Anderson Barros, o acordo tem tudo para dar certo. O CORREIO entrou em contato com o dirigente para falar sobre a sua permanência no Vitória, e as notícias são boas.


“Eu tenho contrato com o Vitória até dezembro de 2016. A diretoria deve sentar comigo para dizer o que não foi bom, o que precisa melhorar, as mudanças no planejamento para 2016. Ajustaremos tudo o mais breve possível. Meu desejo é cumprir meu contrato e ficar”, disse.




Com mais um ano de contrato, Anderson já pensa a temporada 2016 do Vitória (Foto: Robson Mendes/Correio)


Procurados, o presidente Raimundo Viana e o vice Manoel Matos não atenderam às ligações. Sem tempo a perder, o dirigente afirma que os primeiros contatos para falar sobre a renovação de jogadores já foram feitos.


Sem citar nomes, Barros garante que o clube chamará os atletas para conversar obedecendo a dois critérios. “Temos nossas prioridades. A primeira delas é renovar com Mancini. Em seguida, vamos tratar dos atletas que já estão aqui dentro do clube. Vamos conversar logo com os que são mais utilizados e os que têm situação mais fácil de resolver”, explicou.

Sobre os reforços que virão de outros clubes, Barros despista. “Em novembro, dezembro sempre oferecem muitos atletas. Há muita especulação, sondagens, mas nunca vai sair da minha boca o nome de alguém que esteja negociando. Só falo do atleta depois de contratado”.

Correio24horas