E. C. Vitória

Com gol no fim, Vitória vence o Atlético Goianiense e deixa a zona de rebaixamento

Volante Uillian Correia foi o herói do Leão no triunfo por 2x1, em Goiânia

Bruno Queiroz, Correio 24 horas (bruno.queiroz@redebahia.com.br)

Um resultado que se sobrepôs a atuação. Após sair vencendo e ceder o empate, o Vitória suou para vencer o Atlético Goianiense, mas conseguiu um gol salvador, aos 42 minutos do segundo tempo, com o volante Uillian Correia, e ganhou por 2x1. O resultado tira o Leão, pelo menos momentaneamente, da zona de rebaixamento. O time agora é o 16º com 12 pontos, um a mais que Bahia (17º) e São Paulo (18º).

A partida começou bastante movimentada e os donos da casa assustaram logo no primeiro minuto. Andrigo, com um lindo passe, achou Breno Lopes livre na entrada da área, mas na tentativa do chute cruzado, o meia foi travado por Thallyson, que cortou a finalização com um carrinho.

O Vitória investia principalmente nas jogadas de linha de fundo pelo lado esquerdo, com Thallyson. Em uma das tentativas, o lateral rubro-negro cruzou na área buscando André Lima, Bruno Pacheco cortou meio desajeitado e quase marcou um gol contra.

 A bola aérea era a arma mais usada pelo Atlético Goianiense, que buscava sempre o centroavante Everaldo. O camisa 9 do Dragão tentou por duas vezes de cabeça. Na primeira, ganhou de Patric e mandou por cima do gol de Fernando Miguel. Na segunda, após cobrança de falta de Bruno Pacheco, desviou no canto esquerdo, mas a bola saiu pela linha de fundo.

O forte calor obrigou o árbitro a fazer uma parada técnica aos 30 minutos. Tempo suficiente para o técnico Alexandre Gallo orientar seus comandados, que voltaram com uma melhor postura e chegaram ao gol aos 36 minutos.

Patric, num lindo lançamento, encontrou Cleiton Xavier dentro da grande área. O meia rubro-negro dominou e tocou rasteiro para André Lima só empurrar para o fundo do gol e abrir o placar. Antes do final do primeiro tempo, David ainda acertou a trave em boa jogada individual e por pouco não ampliou.

Disposto a buscar o empate, Doriva fez duas modificações na equipe já no intervalo. Walter e Jonathan entraram nos lugares de Breno Lopes e Eduardo, respectivamente. O Vitória aceitou passivamente a pressão do time goiano no segundo tempo e recuou.  

As coisas pioraram quando o capitão Willian Farias saiu sentindo o joelho após uma dividida aos 7 minutos e, em seguida, André Lima se sentiu mal e também deixou o campo aos 12. Fred e Rafaelson entraram. Insistente, Doriva gastou sua terceira e última substituição aos 17 minutos, com a entrada de outro atacante, Niltinho, no lugar de Silva.

A ousadia do treinador foi recompensada aos 23 minutos. Após cobrança de escanteio, Roger Carvalho desviou e Andrigo fuzilou a rede de Fernando Miguel para empatar.

Após sofrer o gol, o Vitória voltou a se atirar ao ataque. Aos 32 minutos, Carlos Eduardo cobrou falta na área e Cleiton Xavier desviou de cabeça, mandando por cima do gol de Felipe. O Atlético também levava perigo. Aos 36, Jonathan chutou forte, Fernando Miguel espalmou e, na sobra, Andrigo finalizou mal. A bola seguiu viva e chegou até Walter, que cruzou para Roger Carvalho desviar de cabeça na trave.

Quando o placar parecia não mais se alterar, David caiu pelo lado, cruzou, Rafaelson deixou passar e Uillian Correia, com raiva e de perna esquerda, mandou para o fundo do gol,  tirando o Leão da zona. O próximo rival do Vitória será o Vasco, quarta-feira, às 21h45, no Barradão.