E. C. Vitória

Com oito atletas no departamento médico, Mancini lamenta problemas

Treinador vai ter a semana inteira para preparar o time que entra em campo no clássico contra o Bahia

Fábio Vasconcelos
- Atualizada em

O Vitória começa nesta segunda (7), às 15h, uma semana inteira de trabalho focado no BaVi. Somado ao triunfo sobre o Feirense por 2x0 na última rodada, a preparação para o clássico seria uma beleza se não fosse um porém: a lotação do departamento médico do clube.

Para se ter uma ideia, é quase um time completo lesionado. Guilherme Mattis, Marinho, Alípio, Leandro Domingues, Amaral e Fernando Miguel, que já estavam de molho, ganharam a companhia de Maicon Silva e Willian Farias. Ambos saíram machucados: o lateral-direito sofreu uma pancada no joelho e o volante sentiu uma contusão na parte posterior da coxa direita.

No total, são oito atletas entregues ao DM. E falar disso, antes do BaVi, é uma notícia desconfortável e incômoda. O lateral Diego Renan lamentou a saída dos companheiros, mas reforçou a confiança no grupo e na capacidade que os demais jogadores têm de suprir as lacunas.




Técnico Vagner Mancini terá de se virar nos 30 para montar o time rubro-negro que encara o Bahia, domingo (Foto: Arisson Marinho;Arquivo Correio)


“Sempre é problema quando a gente perde jogador por lesão ou suspensão. Mas a gente sabe que no futebol existe isso, tem que ter tranquilidade. A gente tem outros jogadores que podem entrar e dar conta do recado. É ruim porque a equipe sente, mas todo mundo está unido pelo mesmo objetivo”, disse o jogador do Leão, confiante.

O técnico Vagner Mancini também lamentou os desfalques e reconheceu o problema que terá para montar o time que entrará em campo no clássico de domingo.

“São frutos do futebol, do desgaste. A gente lamenta, ainda mais agora que entra em semana de clássico. Eu estou feliz em função de o Vitória ter voltado a vencer, mas, obviamente, a gente vai ter problemas”, afirmou.

Correio24horas