E. C. Vitória

Criançada toma conta do Barradão em feriado e se diverte com ídolos

No dia das crianças, Toca do Leão recebeu os torcedores mirins, que fizeram a festa

Angelo Paz (angelo.paz@redebahia.com.br)

Em estado de graça, o Vitória transformou sua casa em Toca da alegria infantil. Num ambiente totalmente descontraído, os jogadores rubro-negros levaram suas famílias e também interagiram com os filhos dos sócios do clube na reapresentação de ontem pela manhã após o triunfo por 2x1 sobre o Boa, sábado, no Barradão. O dia, normalmente reservado para um trabalho de recuperação dos atletas após os jogos, virou uma espécie de farra para a criançada. No pacote, café  da manhã, animadores e muita tietagem dos pequenos rubro-negros com seus ídolos. Os pais, igualmente felizes, levaram brinquedos que posteriormente serão entregues pelo clube a instituições beneficentes. 

Uma ação que chegou a emocionar quem participou. É o caso de Adauto Menezes, 30 anos, que trouxe a filha Vitória, de Alagoinhas, para participar do encontro – ambos aparecem no alto da página, ao lado de Escudero. “Minha filha tem 1 ano e 4 meses e se divertiu muito: brincou com as bolas, tirou fotos com os jogadores. Vencemos no sábado e vamos voltar para Alagoinhas felizes da vida”, comentou o gerente de projeto de tecnologia, que no último sábado acompanhou a terceira vitória seguida do Leão na Série B.  




Crianças se divertiram no Barradão e conheceram os ídolos (Foto: Mauro Akin Nassor/Correio)


Se Adauto levou sua filha, o casal Claudio Barcelar e a esposa, Lilian, deu uma chegada no CT rubro-negro logo com a dupla Lucca,  11 anos, e a pequena Cecília, de apenas 1.  “Foi maravilhoso, diferente, especial... Um dia divertido. A família inteira reunida no Barradão. Todos puderam ficar perto dos jogadores... Muito bom para fazer parte do clube. Valeu muito mais a pena do que qualquer viagem, do que qualquer espetáculo que a gente fosse levá-los”, contou a empolgada mamãe Lilian, que de tão apaixonada escolheu o Barradão como cenário de seu álbum de fotos durante a gravidez de Cecília. 

Uma energia que certamente contagiou os comandados do técnico Vagner Mancini. Um dos mais assediados, Escudero se mostrou feliz com o início atípico da preparação para o duelo contra o Paraná, sexta-feira, às 21h30, na Fonte Nova. “Muito bom, em pleno Dia das Crianças, ter todas aqui do lado. Sempre viajamos e ficamos longe da nossa família e hoje (ontem), no dia deles, estamos tendo a oportunidade de estar juntos dentro do clube”, comemorou o artilheiro rubro-negro na Série B, com 10 gols – o argentino aproveitou e levou a esposa, Florencia, e seu filho, Bastian. 




O atacante Rhayner foi cercado pelas garotinhas e deu autógrafos (Foto: Mauro Akin Nassor/Correio)


Calculadora do acesso 

Uma alegria que pode aumentar ainda mais caso o Leão tenha êxito no confronto diante do Paraná. Com um jogo e um ponto a menos que o líder Botafogo, o rubro-negro vira o líder provisório da Série B caso vença na Fonte Nova. Isso porque o clube carioca só entra em campo no sábado, quando recebe o Ceará, no Rio.

Uma possibilidade que empolga, e muito, o treinador Vagner Mancini, que projetou uma meta de 15 pontos na sequência de seis jogos – cinco em Salvador -, que se encerra na sexta. Com 13 dos 15 disputados, a equipe pode superar a pontuação pensada pelo professor e ficar perto da elite.

Com 55 pontos, o rubro-negro tem, segundo os matemáticos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), 95% de chances de acesso. Para subir, precisa de mais dez pontos em sete jogos – com 65 pontos, a probabilidade de acesso é de 99,7%. Já para chegar ao título, outra meta do clube, a mesma probabilidade só é possível, hoje, caso o Vitória chegue aos 75 pontos -  ou seja, vencer seis e empatar um dos sete jogos restantes.

Correio24horas