E. C. Vitória

David se apresenta lesionado e Cruzeiro adia pagamento ao Leão

Rubro-negro solicitou que time mineiro decida se quer ficar com o jogador ou não

Fernanda Varela, do Correio 24 horas (fernanda.varela@redebahia.com.br)

A negociação de David com o Cruzeiro ainda não foi concretizada. Apresentado pelo time mineiro, o atacante chegou à Toca da Raposa machucado e, por esse motivo, o Cruzeiro ainda não pagou o Vitória pela transferência. Ele sofreu uma lesão muscular na coxa em novembro do ano passado, quando o Leão enfrentou a Ponte Preta.

Como o pagamento ainda não foi efetuado, o Vitória exige que o atacante retorne a Salvador e só vista a camisa do Cruzeiro quando o dinheiro for repassado ao rubro-negro. A negociação foi fechada por 2,5 milhões de euros (R$ 9,7 milhões).

Vitória cobra do Cruzeiro o pagamento pela contratação de David (Cruzeiro / Divulgação)

O presidente do Vitória, Ricardo David, enviou uma notificação à equipe mineira cobrando uma posição formal sobre o destino do jogador. 

O Cruzeiro ainda não manifestou se vai devolver o atleta e aguardar a recuperação ou se vai concretizar o negócio e recuperar o atacante em suas dependências. O prazo para uma resposta é até segunda-feira (22). Para o departamento médico do alviceleste, a situação de David é "delicada".

"Ele teve uma lesão muscular importante, grau 4. A gente complementou o diagnostico dele. Mandamos para o Vitória essa situação. Djian (Marcelo, diretor de futebol do Cruzeiro) está em contato contínuo com eles para resolver a questão. É uma ruptura de tendão. David está respondendo muito bem ao tratamento, mas ainda não tem prazo para a gente liberá-lo para a fisioterapia. Estamos acompanhando tudo por meio de exames. O prazo não tem como ser estabelecido até então”, disse o médico do Cruzeiro, Sérgio Campolina, ao site Superesportes.

No acordo, o rubro-negro negociou 70% dos direitos econômicos de David, ficou com 23% e o restante iria para os empresários do jogador. Caso seja firmado, o contrato com o Cruzeiro terá duração de cinco anos.