E. C. Vitória

Espião da Toca? Neilton promete ‘dedurar’ o São Paulo para Mancini

Hoje, o time paulista é um concorrente direto para o rubro-negro, já que ambos estão na zona de rebaixamento

Redação Correio 24h

O técnico Vagner Mancini ganhou um ajudante de peso para o jogo contra o São Paulo, domingo, às 16h, no Barradão: Neilton. O atacante prestará serviços de “espionagem” para o seu atual treinador.

Neilton será titular contra seu ex-time, o São Paulo (Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória)

Ex-jogador do São Paulo, o atleta quer aproveitar ao máximo o que conhece dos rivais para que o Vitória, enfim, volte a vencer em casa, o que não acontece desde o dia 2 de agosto, quando o time bateu a Ponte Preta, por 3x1.

O São Paulo, adversário de domingo, foi o clube pelo qual Neilton atuou antes de ser emprestado ao Leão. Lá, ele ficou de dezembro do ano passado até maio deste ano. “Conheço praticamente o elenco todo, passei seis meses lá, então vou procurar ajudar o Mancini com algumas informações. O São Paulo tem jogadores perigosos, então temos que tomar cuidado. Eles vêm para ganhar o jogo e temos que nos preparar para isso”, analisa.

O empenho é válido. Hoje, o time paulista é um concorrente direto para o rubro-negro, já que ambos estão na zona de rebaixamento. Enquanto o Vitória é o 17º colocado, com 26 pontos, o São Paulo é o 19º, vice-lanterna da Série A, com apenas 24.

“É um motivo a mais para se preocupar. Sabemos do potencial de cada atleta que tem lá, então temos que entrar focados. É um jogo de confronto direto. Sair com a vitória vai nos ajudar muito no campeonato–, disse o atacante, que acredita em um desânimo no time adversário. “Acho que é mais falta de confiança dos atletas. A cobrança lá é muito grande. Acho que isso é um dos principais motivos para o momento ruim. Mas o São Paulo tem grandes jogadores”, completa Neilton.

O atacante não é o único ex-são paulino que atualmente veste a camisa do Vitória. Kieza, que está à disposição e pode substituir o colombiano Tréllez no confronto, também teve uma passagem relâmpago por lá. O camisa 9 ficou  no tricolor paulista por apenas dois meses em 2016. Sem espaço na equipe, preferiu vir para Salvador. 

A escalação de Kieza ainda é um mistério porque ontem Mancini comandou um treino secreto no Barradão. Hoje e amanhã, os trabalhos também não serão abertos para a imprensa.  

Sem lesão

A boa notícia é que Tréllez, que sofreu uma forte pancada no pé, passou por exames e não foi constatada nenhuma lesão óssea. Apesar de não ter fratura, ele ainda possui um edema no pé, mas tem evoluído bem. Ontem, já foi liberado para fazer alguns trabalhos na academia e correr na esteira.

“Ele teve uma melhora boa e tem grandes chances de jogar, mas ainda é necessário observar e ter cautela. Está evoluindo bem”, explicou Rodrigo Vasco da Gama, médico do Vitória.