E. C. Vitória

Gallo admite que time está cansado e fala em ‘recolher os cacos’

Técnico do Vitória acredita que time teve queda no aspecto físico por disputar 41 jogos em cinco meses

Fernanda Varela (fernanda.varela@redebahia.com.br)

O primeiro passo para se recuperar de uma goleada é reconhecer os erros e aprender com eles. O Vitória vai precisar seguir essa linha de raciocínio, já que perdeu neste domingo (25) para o Atlético-PR, por 4x1, e agora tem uma semana para se refazer antes do Ba-Vi do próximo domingo (2), às 16h, no Barradão.

O técnico Alexandre Gallo falou sobre o resultado e se disse sentido pelo que aconteceu na Arena da Baixada. “Foi uma derrota sentida. Vamos recolher os cacos o mais rápido possível. O jogo estava todo ao nosso favor no primeiro tempo, estava tranquilo. No segundo, faltou atenção, confiança. Os gols saíram muito rápido e isso nos desestruturou”, lamentou o técnico.

IMAGEM
(Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória)
Gallo fez questão ainda, de chamar a responsabilidade da derrota para o Leão, isentando qualquer desculpa como a do gramado sintético do estádio paranaense. “Treinamos no campo sintético, não tem nada a ver. Foi mérito do Atlético-PR, que foi muito melhor no segundo tempo. A gente vem em decrescente no aspecto físico, porque foram 41 jogos em cinco meses”, completou.

Por fim, o treinador confirmou a necessidade de buscar reforços para a sequência da Série A, mas se recusou a falar em posições carentes. “Precisamos contratar o mais rápido possível, mas não falo posições porque encarece e gera burburinho”, finalizou.