E. C. Vitória

Tréllez projeta jogo de domingo e avisa: ‘A gente vai ficar na Série A’

Se conseguir deixar seu nome na história do Vitória, Tréllez não será o primeiro colombiano a alcançar esse feito

Fernanda Varela, do Correio 24h

O assunto zona de rebaixamento foi substituído. Agora, a palavra de ordem pelas bandas do Barradão é uma só: reação. A vitória convincente diante da Ponte Preta, na quarta-feira passada, por 3x1, deu ânimo ao elenco do Leão.

Um dos jogadores que recarregou seu nível de confiança foi o colombiano Santiago Tréllez, que desembarcou na Toca como uma aposta, já que não é conhecido no Brasil. “Todo jogador quer fazer história. Estamos em um momento muito difícil. É um bom momento para fazer isso. É continuar fazendo gols e ficar na memória do time. É um bom momento para fazer história. A gente está passando por uma situação difícil, mas está mudando. Pode ter certeza, torcida do Vitória, que a gente vai ficar na Série A”, garantiu ele.

Tréllez fez seus dois primeiros gols contra a Ponte (Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória)

Tréllez começou bem para um jogador que quer fazer história. Contra a Ponte, fez seu quarto jogo pelo Leão. Nos três primeiros jogos, teve atuação discreta. No terceiro, foi o nome do jogo e arrancou aplausos das arquibancadas. Diante do time paulista, fez seu primeiro gol com a camisa do Vitória em menos de um minuto de jogo, e ainda deixou mais um antes do intervalo.

“Estou feliz pelos primeiros gols, mais ainda pelo momento que foi. O primeiro gol foi rápido, ajudou a gente a ficar melhor no campo, ter tranquilidade. Não estava exatamente preocupado, mas todo atacante quer marcar. Era o quarto jogou meu. A gente começa a ter um pouco de pressão. Mas o gol cedo me ajudou para ter confiança, tranquilidade para ajudar o meu time–, analisou ele, que tem 27 anos e nasceu Medellín.

Se conseguir deixar seu nome na história do Vitória, Tréllez não será o primeiro colombiano a alcançar esse feito. Outros dois atletas que passaram pela Toca do Leão caíram nas graças do torcedor: o atacante Aristizábal, maior artilheiro da história do futebol colombiano, com cerca de 350 gols marcados durante a carreira, e o goleiro Viáfara, com bela passagem pelo rubro-negro, de 2009 a 2011. Tréllez, que diz conhecer bem as duas figuras, se inspira neles.

“Aristizábal eu conheço muito. Jogou junto com meu pai na Colômbia. Com Viáfara não falo tanto, mas conheço bem também. Falei com Aristizábal quando vim para cá. Ele me falou que era um grande time. Conheço Aristizábal desde muito pequeno, gosto do futebol dele. É uma boa oportunidade para mim, jogar no time que ele jogou, fazer história”, revela.


Desfalques

Domingo, o Vitória terá seu próximo desafio no Campeonato Brasileiro. Desta vez, o adversário será o Flamengo, em jogo que acontece às 11h, no estádio da Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro. 

Para a partida, o Leão terá os desfalques de Cleiton Xavier e Carlos Eduardo, machucados, além do volante Uillian Correia, suspenso. Também não estão aptos a jogar o atacante Kieza e o volante José Welison, ambos em recuperação de cirurgias. 

Uma possibilidade de retorno é a do volante e capitão do time Willian Farias, que já começou a treinar no campo, mas ainda está em fase de transição.