E. C. Vitória

Vitória ainda não repetiu seu meio de campo nos oito primeiros jogos de 2016

Setor tem sido a principal dúvida de Vagner Mancini, que já testou seis atletas no papel do último homem do meio

Moysés Suzart (moyses.suzart@redebahia.com.br)

No xadrez, o peão pode ser uma peça sem grande importância para um jogador leigo. Porém, há quem ache que esta peça aparentemente fraca pode mudar o destino de uma partida. No tabuleiro do técnico do Vitória, Vagner Mancini, a escolha de um peão no meio de campo tem sido  sua principal dúvida  em 2016.

O treinador rubro-negro ainda não repetiu a mesma formação do meio de uma rodada para outra. Na verdade, se trata apenas de um peão  que ainda não encontrou seu lugar. Dos oito jogos realizados no Baiano, o meio mais recuado tem uma formação definida: Amaral, Willian Farias e Tiago Real. Todos ficaram de fora em apenas um jogo no ano. A grande questão é a peça da frente, que pode ser o último homem do meio ou o primeiro do ataque.




Técnico Vagner Mancini ainda está em busca da formação ideal para o meio de campo do rubro-negro
(Foto: Mauro Akin Nassor/Arquivo CORREIO)


Ao todo, seis atletas já se revezaram neste papel: Alípio, Arthur Maia, José Welison, Marcelo, Leandro Domingues e David. Em duas oportunidades, Mancini chegou a abrir mão do meio e resolveu povoar o ataque. No clássico Ba-Vi, vencido pelo Leão por 2x0, por exemplo, ele colocou Marinho, Vander e Robert no ataque, abrindo mão do que seria o camisa 10 do Leão. William Henrique também teve  a sua oportunidade.

Vagner Mancini terá 11 dias sem jogos para pensar neste peão, já que o Vitória só volta a jogar dia 10 de abril, contra a Juazeirense, fora de casa. Até lá, outra peça pode entrar na briga: Dagoberto. Contratado para ser titular, ele pode mudar o time. Com ele em campo, o tradicional camisa 10 deverá sumir do esquema e o Leão ficaria no 4-3-3. 

Pelo menos por enquanto,  é cedo prever qual a nova formação no meio-campo do Leão. Tiago Real e Willian Farias, vetados no jogo anterior, podem retornar. No treino de ontem, Guilherme Mattis,  Tiago Real e Alípio não trabalharam, enquanto Victor Ramos, Vander, Leandro Domingues, Willian Farias e Vinícius fizeram academia.   




Amaral, Thiago Real e Willian Farias são os homens fortes do meio-campo do Leão (clique para ampliar)


Caso Victor Ramos 

O 2º subprocurador do Tribunal de Justiça Desportiva, Hélio Santos Menezes Júnior, deve dar um parecer hoje sobre o caso de suposta irregularidade do zagueiro do Vitória Victor Ramos, no Campeonato Baiano, denunciado pelo Flamengo de Guanambi.

“A equipe do Flamengo ingressou com a denúncia e ela está sendo analisada. Estou apreciando esse pedido. Até amanhã (hoje) tem uma resposta. Requisitei informações da FBF e, em breve, devo dar um parecer”, contou Hélio Santos ao globoesporte.com.


Caso o parecer seja favorável ao time do interior, a denúncia se torna ação no Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia. Caso contrário, será arquivada. O Flamengo diz que Victor Ramos apareceu no BID dois dias depois do permitido no regulamento do Baiano.

Correio24horas