E. C. Vitória

Vitória confirma interesse na permanência do zagueiro Guilherme Mattis

Titular durante boa parte da Série B, defensor tem vínculo com o Bragantino e negocia para seguir no Leão em 2016

Redação Correio 24h

Com a renovação do técnico Vagner Mancini, o rubro-negro dá um novo passo no que diz respeito à renovação com os atletas que têm contrato a vencer no fim do ano. Peça importante na Série B, apesar de ter perdido a vaga no time titular para Kanu na reta final da competição, o zagueiro Guilherme Mattis está na mira da diretoria do Leão para seguir no elenco.

De acordo com a assessoria de imprensa do atleta, o Bragantino foi procurado pelo rubro-negro para negociar a prorrogação do contrato do zagueiro por mais um ano. De férias, o jogador, 25 anos, disse que deixou a questão nas mãos do Bragantino, que detém seus direitos, e do Vitória, e que se posicionará quando for procurado pelas equipes. 




Xerife da zaga rubro-negra, Guilherme Mattis negocia renovação com o Vitória (Foto: 


O vice-presidente do Vitória, Manoel Matos, confirma o interesse. “Ainda não falamos com o Bragantino sobre isso, mas o empresário de Mattis foi contactado”. Além do zagueiro, o Leão negocia também com o meia argentino Escudero e o goleiro paraguaio Gatito Fernández. A situação de ambos continua estagnada. 

Além deles, o rubro-negro também já demonstrou interesse em negociar a permanência do lateral-esquerdo Diego Renan, que pertence ao Cruzeiro, e o meia Pedro Ken, com quem já começou a negociar.


Elvis 

Além da permanência de atletas que se destacaram em 2015, o Leão vai reforçar o elenco para as disputas do Campeonato Baiano, Copa do Brasil e Série A do Brasileirão. Uma das especulações é o meia Elvis, campeão da Série B com o Botafogo. O jogador ainda não renovou com o clube carioca e deve deixar o alvinegro. Procurado pelo CORREIO, o empresário do jogador, Eduardo Uram, afirmou que não recebeu proposta do Leão. 


"Até agora não (recebeu proposta do Vitória). Estamos discutindo a renovação com o Botafogo e para o Vitória entrar teria que ser uma outra coisa", explicou Eduardo Uram. 

Correio24horas