E. C. Vitória

Vitória tem baixas em todos os setores para enfrentar o Jacobina pelo Campeonato Baiano

Mancini terá que improvisar lateral e escalar garotos para completar o meio-campo

Vitor Villar, do Correio 24 horas (vitor.villar@redebahia.com.br)
Agora sim, vai começar todo o quebra-cabeça que o técnico Vagner Mancini terá que resolver no Baianão. A partir do duelo deste domingo (4), às 16h, contra o Jacobina, começam a contar as partidas de suspensão dos jogadores punidos no julgamento do Ba-Vi, na última terça-feira (27).
Ainda que seja concedido o efeito suspensivo decorrente do recurso ingressado pelo Leão na justiça, a comissão técnica já havia decidido poupar seus jogadores deste duelo, contando assim como o primeiro gancho.
Ficarão de fora do duelo por conta disso o zagueiro Kanu (punido pelo tribunal em 10 jogos), o meia Yago e os atacantes Denílson e Rhayner (gancho de oito partidas).
Técnico não conta com seis atletas (Maurícia da Matta / EC Vitória)
Mas esse é apenas o começo dos problemas para o técnico. O meia Guilherme, titular na última partida pelo Baianão, o triunfo por 5x1 sobre o Jequié, ainda não se recuperou de edema numa coxa e não deve ir para a partida. O lateral-esquerdo Juninho é outro que segue lesionado.
Assim, o meio-campo será a dor de cabeça maior do técnico. Pelo lado esquerdo, Mancini deve repetir a dupla de laterais Pedro Botelho e Bryan – com o segundo mais adiantado.
Na direita é que surge um problema gigante. Por ali, o treinador só conta com dois garotos: o mais velho, Jhemerson, de 21 anos, não vem de boas atuações; o outro é mais jovem, Flávio, de 19, recém-promovido da base.
O comandante rubro-negro reconhece que essa é a hora de testar as suas opções, já que as inscrições para o estadual se encerraram. “No Baiano, faltam dois jogos e mais a fase de semifinais e final, que nós esperamos estar até o fim. Para aqueles que eu perder, tenho peças de reposição. Se a peça está à altura, vamos ver em campo”, diz.
Ele confia na torcida para superar a dificuldade: “o torcedor vai fazer a diferença nos jogos no Barradão. Acredito muito que essa força extra vá dar ao Vitória a força que temos visto no estadual. Nos outros campeonatos, tenho atletas à disposição”.
Lateral sem problema
A boa notícia, mesmo, fica para a lateral direita. Se há alguns jogos ela era o grande problema para Mancini, que teve que improvisar José Welison e Lucas Marques na função, agora ele conta com o titular Lucas, recuperado de lesão. Ele já entrou em campo contra o Bragantino, pela Copa do Brasil.
Para Lucas, o treino de sexta-feira e deste sábado (3) servirão para acertar o mínimo possível da equipe. “A gente precisa se entender o mais rápido possível com os outros atletas. Eu mesmo estava de fora e outros jogadores na minha posição. Então preciso me entender com eles rapidamente”.
Na sexta-feira, o Leão treinou com os portões fechados para a imprensa. Neste sábado (3), será divulgada a lista de relacionados para enfrentar o Jacobina.