E. C. Vitória

Vitória terá que ser bom de bola e cabeça diante do Corinthians

Se vencer, o Leão quebra um tabu, já que jamais venceu um dos quatro grandes times paulistas fora de casa pelo Brasileirão

Daniela Leone, do Correio 24 Horas
Para vencer o líder do Brasileirão não basta usar bem os pés. É preciso controlar também a mente. Por isso, o Vitória vai tentar fazer um jogo psicológico diante do Corinthians, hoje, às 16h, no Itaquerão, em São Paulo.
A missão não é fácil, ainda mais para um time já pressionado. Ao contrário da equipe paulista, que lidera o Brasileirão invicta com 47 pontos, o Vitória amarga a vice-lanterna com apenas 19, vem de derrota em casa para o Avaí e está três pontos atrás do primeiro clube fora da zona de rebaixamento, que é o São Paulo.
“O futebol não é jogado só com a bola. É jogado também com a cabeça. Esse em especial será muito jogado com equilíbrio emocional”, alerta o técnico Vagner Mancini. 
“O Vitória precisa ter calma, tranquilidade e manter a posse de bola. Não pode dar o que o Corinthians quer, que é a recuperação da bola na faixa central”, especifica o treinador rubro-negro.
Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória
O cenário ganha uma dose extra de dramaticidade porque o jogo é na casa do adversário, os ingressos estão esgotados e mais de 40 mil corintianos são esperados no Itaquerão. “A torcida vai exercer uma pressão muito grande”, pontua Mancini, ciente. “O atleta precisa saber de tudo isso. Então quando você está ajustado e não deixa que o fator externo interfira, você está bem emocionalmente”.
Para aguentar a pressão, Mancini terá um ex-corintiano a seu favor. Um dos líderes do grupo, o zagueiro Wallace volta de suspensão contra o time que defendeu em 2011 e 2012. Além de defender, o atual capitão terá a responsabilidade de acalmar os companheiros diante da torcida rival. “Wallace está sempre orientando dentro de campo, cobrando. Eu tenho alguns pilares e todos eles têm se manifestado em prol do grupo. Isso é importante, faz com que a voz do treinador ecoe dentro do vestiário”, elogia Mancini.
Outro jogador livre de suspensão é o meia Yago, que também retorna ao time titular. “A gente tem que saber lidar com a essa pressão, temos um grupo experiente, Campeonato Brasileiro é difícil.  A gente tem conversado bastante que vai ser um jogo que não pode errar. Temos que entrar muito concentrados porque, em jogos assim, o pouco que você erra resume a partida”. 
Tabu  
Se vencer o Corinthians hoje, o Leão vai quebrar dois tabus de uma só vez. Além de acabar com a invencibilidade do líder nesta Série A, escreveria um capítulo inédito na história do clube. O Vitória jamais venceu um dos quatro grandes times paulistas fora de casa pelo Brasileirão.
“O Corinthians tem sido a equipe mais regular do campeonato. Em um dos jogos, ela fez menos falta que gols. Fez duas faltas e três gols. Isso mostra que o time está encaixado. Carille (técnico do Corinthians) conseguiu dar à equipe uma maneira de jogar que não enche os olhos, mas é mortal. Tudo isso já foi passado para nossos atletas. Espero que o Vitória tenha a consciência dentro do jogo”.