Empregos

Empregos temporários no final de ano terão redução de 4 mil vagas em Salvador

A maioria das pessoas veem essa época com um bom momento para se inserir ou retornar ao mercado de trabalho

Bahia Prime

Redação Bahia Prime

Final do ano é o período de maior aquecimento do comércio varejista de todo o país, e consequentemente do baiano. Contudo a queda nas vendas e a crise que assola a economia brasileira tem impactado este setor da economia. Com a proximidade do final de ano, e com o aumento no número de contratações temporária para o período, a maioria das pessoas veem essa época com um bom momento para se inserir ou retornar ao mercado de trabalho.


Entretanto, em entrevista ao site Bahia Prime, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Salvador (CDL), Frutos Dias Neto, informou que  em Salvador é esperada uma queda superior a  50% nas contratações de temporários neste fim de ano, em relação ao ano passado. Dias disse ainda que enquanto em 2014 a expectativa de contratação girava em torno de cinco a seis mil vagas, este ano a estimativa é se duas mil contratações temporárias.


Dias destacou também que alguns setores sofrem mais com as queda nas vendas e com a falta de confiança na economia.  “Os setores de moda, confecções, calçados, acessórios e brinquedos são os que mais demitem, mas - ao mesmo tempo – são os que mais contratam. Diferente dos setores de móveis e veículos que estão sendo mais prejudicados com a crise”, frisou.


A entidade afirmou ainda que para aquecer a o setor varejista neste final de ano, a CDL deve realizar uma campanha inédita. “Para o período de final de ano, faremos uma campanha, mas como ainda está em fase de formatação, divulgaremos oportunamente, em breve”, enfatizou.


Ainda segundo a CDL, todas as datas comemorativas de 2015, apresentaram queda nas vendas de forma geral, o que faz com o que os lojistas tenham uma visão pessimista em relação as vendas para o Natal.