Empregos

Estudo revela que descontar emoções na comida se aprende em casa

Fome emocional é a vontade de comer sempre associada a emoções como ansiedade, tristeza, desespero.

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

 Um estudo da da Universidade College London, na Inglaterra, chegou à conclusão que a fome emocional ou psicológica é aprendida desde a infância, em casa. A fome emocional é a vontade de comer sempre associada a emoções como ansiedade, tristeza, desespero.

Foto: Divulgação

Foram analisados dados de 398 crianças britânicas gêmeas, sendo que metade delas era de famílias com pais obesos. O objetivo era identificar se a propensão genética ao excesso de peso teria participação na fome psicológica ou se ela seria influenciada mais por fatores ambientais, como os hábitos da casa, da escola. 

Quando os voluntários tinham 4 anos, seus pais responderam a questionários sobre a tendência dos pequenos comerem mais ou menos quando estavam tristes ou ansiosos. As informações de gêmeos idênticos e não idênticos foram comparadas, e os resultados apontam que os genes familiares pouco importam, diferentemente dos hábitos. A pesquisa foi publicada no periódico científico Pediatric Obesity.