Empregos

Maioria dos jovens brasileiros quer alcançar os sonhos profissionais até os 30 anos

Estudou ouviu 54.986 pessoas com idade entre 15 e 28 anos

Agência O Globo
- Atualizada em

Quem tem fome de sucesso tem pressa. Quase 80% dos jovens brasileiros desejam alcançar seus sonhos profissionais até os 30 anos, revelou uma nova pesquisa realizada pelo Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube). Perguntados em qual faixa etária pretendem se realizar na carreira, 53,12% responderam que o momento certo é entre 25 e 30 anos. Outros 26,66%, mais antecipados, disseram que desejam conquistar uma posição de destaque antes dos 24 anos. Participaram do estudo 54.986 pessoas com idade entre 15 e 28 anos.

— O imediatismo é bem característico das novas gerações. Vivemos na era da tecnologia, em que tudo acontece muito rapidamente. Então, por que não a carreira? Quanto mais cedo vier o sucesso, melhor para ter status na sociedade e obter realização pessoal — avalia o psicólogo Everton Santos, analista de treinamento do Nube.

Foto: Reprodução

Para o psicólogo Cicero Andrade, especialista em carreira e grandes mudanças, a ânsia de galgar postos altos precocemente é um convite à frustração. Segundo ele, a estrutura hierárquica das empresas não reflete a velocidade do mundo contemporâneo e considera que é preciso trilhar um longo caminho até o topo.

— Não que seja impossível atingir o ápice até os 30 anos, mas o número de pessoas que conseguem isso é bem pequeno. Independentemente do ponto em que se encontra no organograma de uma instituição, o importante é estar feliz. Não existe idade certa para o sucesso. As escolhas profissionais devem ser feitas para longo prazo, não para resultado imediato — afirma Andrade, fundador da empresa de desenvolvimento humano O Sabático.

Priorizar aptidões leva a boas escolhas na carreira

O sonho profissional tem significado individual. Não necessariamente ele representa o topo da carreira, mas uma boa remuneração ou estabilidade, por exemplo. Por isso, a master coach Erika Guarnieri acredita que o desejo da maioria dos jovens por sucesso até os 30 anos é símbolo de foco em um objetivo e não questão de precocidade.

— Isso mostra uma geração comprometida e não procrastinadora — analisa a especialista em autoestima pessoal e profissional.

O imediatismo, por outro lado, é perigoso porque pode levar a escolhas erradas. Segundo Cícero Andrade, como o Brasil é um país de grandes diferenças sociais, as pessoas se sentem pressionadas a dar certo logo, pois ser mal remunerado implica ter um padrão de vida abaixo das expectativas. Assim, é comum que jovens privilegiem o retorno financeiro às próprias aptidões ao optar por uma profissão, o que gera infelicidade no trabalho.

— Vem daí a enorme quantidade de profissionais que procuram uma segunda carreira depois dos 30 anos, na tentativa de conciliar prazer e resultados — diz o psicólogo. — O fundamental é ser bom no que se faz. Para esses, sempre haverá espaço.

O psicólogo Cicero Andrade diz que ter clareza de propósitos é o segredo para vencer na carreira O psicólogo Cicero Andrade diz que ter clareza de propósitos é o segredo para vencer na carreira Foto: Divulgação

Outra consequência negativa do imediatismo é a frustração decorrente da autoimposição de metas altas demais.

— Quanto mais a pessoa se propuser a algo intangível, mais desanimada vai ficar. Assim surge uma crença de incapacidade: ela passa a não acreditar nela mesma. Isso pode provocar estagnação e depressão — alerta Erika Guarnieri.

A master coach Erika Guarnieri ressalta que metas muito altas e intangíveis podem levar à frustração A master coach Erika Guarnieri ressalta que metas muito altas e intangíveis podem levar à frustração Foto: Divulgação

Para Everton Santos, os jovens devem ter mente que vão se deparar com desafios no mercado de trabalho que podem impedir a realização de seus sonhos. Nesses casos, por mais que se tenha um plano traçado, há outras possibilidades. Para vencer um momento profissional difícil, Cicero Andrade explica que o segredo é ter clareza de propósitos.

— Sentir-se perdido causa mais tristeza do que não chegar ao ápice da carreira — opina o psicólogo.

Por isso, autoconhecimento é indispensável. Quem almeja crescer dentro de uma empresa precisa estar ciente de que cargos executivos envolvem uma atuação mais política do que técnica na organização. Conhecer o próprio perfil para saber se gostaria de exercer esse tipo de atividade é um grande passo para o sucesso.

Cada pessoa no seu tempo, com planejamento

O estudante de Engenharia de Produção Philipe Ribeiro Oliveira, de 23 anos, sonha trabalhar no mercado financeiro. Ele planeja tal conquista para daqui a três anos.

— Estabeleci pequenas metas para avançar etapa por etapa. Pesquiso muito sobre a área e estou fazendo cursos em busca de certificações exigidas. Busquei um estágio que pudesse me trazer experiência no setor e entrei no BNDES, onde aprendo o máximo que posso. Em médio prazo, o propósito é conseguir uma vaga em uma empresa e começar a exercer a atividade com regularidade. O objetivo em longo prazo é atuar na Bolsa de Valores. Acredito que tudo depende de empenho, vontade e estratégia — diz.

Philipe Oliveira sonha trabalhar no mercado financeiro e quer atingir o objetivo aos 26 anos Philipe Oliveira sonha trabalhar no mercado financeiro e quer atingir o objetivo aos 26 anos Foto: Divulgação

De acordo com a pesquisa do Nube, 16,29% dos jovens brasileiros acreditam que atingirão seus objetivos profissionais entre 31 e 40 anos. Para 2,82%, isso acontecerá na faixa dos 41 aos 50 anos. Apenas 1,13% dos participantes responderam que têm muitos sonhos e que só conseguirão concretizá-los após os 50 anos.

— Aqueles que optam por se realizar no futuro devem se manter atualizados dentro de suas profissões, ou seja, fazer uma reciclagem constante de conhecimentos técnicos e teóricos. Para ter sucesso, é preciso ter conteúdo — ressalta Everton Santos. — Não importa quanto tempo a pessoa vai levar para conquistar o que quer. Cada um tem seu ritmo. O importante é ter foco e planejamento, para que o trajeto seja percorrido da forma mais sincera, saudável e estratégica possível.