Empregos

Salvador lidera a criação de empregos no Nordeste nos últimos 12 meses

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (25) e apresentaram um saldo positivo de emprego em todo o Brasil pelo quinto mês consecutivo

Redação iBahia com agências

A capital baiana registrou a criação de 6.436 vagas com carteira assinada no acumulado dos últimos 12 meses terminados em agosto, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho. É o melhor resultado entre as capitais do Nordeste. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (25) e apresentaram um saldo positivo de emprego em todo o Brasil pelo quinto mês consecutivo.

Foto: Pedro Ventura/Agência Brasil
Entre as capitais de todo o Brasil, Salvador ocupa a sexta posição na criação de postos formais. Os setores que mais contribuíram para esse resultado foram o de construção civil, com a criação de 4.199 vagas, serviços, com 2.122, e o comércio, com 655 postos com carteira assinada.

No mês de agosto, Salvador registrou 837 novos empregos formais. “Nossa cidade já vem sentindo o reflexo das ações do Salvador 360 em prol do desenvolvimento social e econômico. E esse destaque na geração de emprego é o sinal que estamos no caminho certo”, avalia o secretário de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), Sérgio Guanabara.

Regiões e salário médio

Todas as cinco macroreegiões do país registraram saldo positivo de emprego em agosto. No Sudeste, foram criados 51.382 novos empregos, seguido por Nordeste (34.697), Sul (13.267), Centro-Oeste (11.431) e Norte (10.610).


O salário médio de admissão em agosto de 2019 foi de R$ 1.619,45 e o salário médio de desligamento, de R$1.769,59. Em termos reais (mediante deflacionamento pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor - INPC) houve aumento de 0,44% no salário de admissão e 0,09% no salário de desligamento em comparação ao mês anterior. Em relação ao mesmo mês do ano anterior foi registrado crescimento de 1,97% para o salário médio de admissão e de 1,02% para o salário de desligamento.