Confira seis dicas para otimizar o seu tempo no trabalho


A importância de organizar o  tempo na rotina  de trabalho pode interferir diretamente na sua produtividade e no seu rendimento na empresa em que você trabalha ao final de cada mês.

Organizar as tarefas pode evitar confusão ao começar o trabalho

Ricardo Barbosa, diretor executivo de uma empresa de consultoria alerta para os cuidados que deve se ter ao gerenciar o tempo e relacionar eles com às pressões vindas das demandas de trabalho. “O ritmo alucinante das mudanças, a avalanche de dados e informações, a pressão do mercado para se produzir mais, com menor custo e tempo possíveis,  reforçam a necessidade de gestão compartilhada e produtiva do tempo para garantir lucratividade, empregos bons e estáveis com qualidade devida”, explica o profissional da Innovia Training & Consulting.Confira a seguir a lista de 6 dicas valiosas para você garantir o bom uso do seu tempo no ambiente de trabalho: Veja também: 10 graduações que oferecem os melhores salários aos recém-formados

1) Estabeleça prioridades;

2) Discipline reuniões;

3) Organize horários para conversas;

4) Estabeleça  código de conduta telefônica  e para eletrônicos;
 
5)  Classifique ativas que são importantes e urgentes;

6) Evite acumular funções que não sejam suasEm contrapartida, o funcionário precisa ficar atento também às atitudes que podem “roubar” o seu tempo de produtividade e interferir diretamente na cobranças por parte do seu chefe ou gestor.  Confira alguns pontos que devem ser evitados:
1) Ausência de foco : o empregado acumula várias obrigações e deseja resolver tudo ao mesmo tempo, o resultado é que nenhuma das obrigações é feita;

2) Falta de concentração na tarefa em execução: o funcionário leva para empresa problemas pessoais, além de conversas paralelas que faz com que o resultado fique prejudicado;

3) Ausência de planejamento:a falta de planejamento provoca confusão e não se estabelece prioridades;

4) Acomodação que gera desmotivação: alguns funcionários não buscam fazer um trabalho diferenciado, o que cria um ciclo vicioso na relação acomodação e desmotivação;

5) Procrastinação: acumular tarefas que podem ser feitas em dia para outros dias da semana;6) Refém de ferramentas tecnológicas: uso de ferramentas tecnológicas para resolver questões pessoais durante o horário de trabalho, como e-mail ou troca de mensagens virtuais.