Música

Adão Negro lança CD na República do Reggae

Batizado de #AdãoNegro o repertório do álbum será apresentado no mais importante festival de reggae do nordeste

Redação iBahia (agenda@portalibahia.com.br)
A noite do dia 14 de novembro será superlativa. O maior festival de reggae do nordeste terá o lançamento do mais novo trabalho da maior banda do gênero da Bahia. O Adão Negro apresenta, no evento que acontece no Wet´n Wild, a partir das 18 horas, o seu mais novo trabalho que foi batizado de #AdãoNegro. No show deste dia, além dos clássicos que fizeram a historia da banda, o repertório do sétimo álbum. O CD conta com 11 canções autorais, com nove inéditas e duas regravações.Nomes como “Vem me dar um beijo”, “Perto do Mar”, “Raio de Sol”, “Abençoe Jah!” e “Nem Penso em duvidar” (as últimas coautoria de Serginho Nunes e Peu Del Rey), “Todas as coisas do mundo”, “Hey, meu jovem” (de Serginho Nunes, Guima e Duda Spínola) e “Infinito” fazem parte do trabalho. Entre as regravações, a retomada de "Honey" e "Rede social", faixa que encerra o álbum e deixa no ar uma forte reflexão sobre o Brasil e o brasileiro de hoje.
O #adaonegro é mais um passo nessa longa caminhada de 20 anos de música, devoção e compromisso com os valores propostos pela banda. Mas é, sobretudo, um álbum que dialoga com os anseios e questionamentos atuais e que não ficou engessado propondo bandeiras ou palavras de ordem  que envelheceram e caíram."Como diz o poeta: tudo muda e com toda razão. Paradoxo, o Adão muda para continuar o mesmo: um artista de posicionamento crítico no qual os únicos valores irrevogáveis são o amor e sobretudo, a liberdade”, disse Serginho, vocalista da banda.  O album está disponível no facebook  da banda Adão Negro Oficial  e no site www.suamusica.com.br, além dos canais de streaming como Deezer, spotify e Itunes."Aprendemos com o tempo que a identificação com o nosso público veio através não só das batidas da música reggae, como também, da nossa entrega, sinceridade e forma como nos colocamos. Esta provavelmente seja a razão para que o CD #adaonegro soe tão bem sempre que escutamos.  Este álbum consegue alinhar de forma homogênea e bastante satisfatória o discurso, a capacidade técnica e a emoção de nossas ideias”, completa Guima, guitarrista da banda, que junto a Aurelino e Serginho formam a linha de frente do grupo. Adão Negro
Fundado em meados do ano de 1996, o Adão Negro gravou dois anos depois o primeiro disco. Impulsionado pelos amantes do reggae, o grupo começou a tornar-se conhecido nas grandes capitais do país.A partir do ano de 2000, começa a incluir na agenda cidades de diversos estados brasileiros desde Fortaleza a Porto Alegre, dividindo o palco com grandes nomes da música nacional como Planet Hemp, Natiruts, Cássia Eller e Capital Inicial, além dos ícones internacionais do reggae como Israel Vibration e Alpha Blondy.Na discografia da banda liderada por Serginho, álbuns como ‘Adão Negro’ e ‘Pele Negra’ se tornaram os grandes sucessos, trazendo músicas como ‘Anjo Bom’, ‘Eu Lovei’, ‘Louco Louco’, ‘Bota Um’, ‘Boa Malandragem’, ‘Feed Back’, ‘Pele Negra’ e muitos outros.