Música

Anitta diz que carreira nos EUA é um novo início: ‘Misturando ritmos para se acostumarem'

Cantora lançara mais três músicas nos próximos três meses: em espanhol em novembro; em português em dezembro; e a aposta de hit em janeiro, todo em inglês

Cláudia Callado (claudia.callado@redebahia.com.br)
- Atualizada em

O sucesso de Anitta no Brasil, desde quando estourou com o ‘Show das Poderosas’ em 2013, é indiscutível. Aqui, a trajetória já consolidada garante a cantora na primeira prateleira musical do país. Nos Estados Unidos, onde está morando atualmente para expandir a carreira, ela acredita que está inserida no contexto de quem está começando.  

Após ‘Me Gusta’ e ‘Girl From Rio’, Anitta lançou o terceiro single do álbum ‘Girl From Rio’, ‘Faking Love’. A música, toda em inglês, é um feat com a cantora Saweetie e introduz o funk na carreira estadunidense da brasileira.  

Mas o funk não vem sozinho na música. A canção traz também elementos do pop e do eletrônico. Durante coletiva de imprensa nesta sexta-feira (15), Anitta explicou o motivo de ir de ‘pouquinho em pouquinho’.  

“No Brasil a galera já está acostumada, aqui não. Preciso começar por dose homeopáticas, para as pessoas se acostumando com o ritmo, até eu conseguir colocar funk de verdade. A galera está ouvindo pela primeira vez as minhas músicas, então optamos por misturar o pop para eles irem se acostumando. É igual a comida japonesa, começa pelo frito e depois vai para o sashimi cru [risos]”, contou. 

A ‘missão’ de levar a cultura brasileira para os Estados Unidos não para por aí. Segundo ela, em Girl From Rio, ainda terá mais funk. 

Sobre Faking Love, Anitta explica que a ideia de trazer esse tipo de funk, mais pop, tem a ver com estar ‘começando’ a carreira. "É uma pegada de como eu comecei minha carreira, tem o estilo das minhas primeiras músicas, é um funk bem pop, é como se eu estivesse começando mesmo minha carreira”, comentou. 

O clipe de Faking Love será lançado nesta sexta-feira (15), às 16h. A música, até o momento, apareceu em 45 playlists do Spotify de ‘Novidades da Semana’ ao redor do mundo.  

E os próximos passos?  

Para quem está com saudades de Anitta cantando em português, ainda esse ano vai ter esse gostinho. Em novembro, ela lançará uma música em espanhol e em dezembro, em português. “A ideia era ter bastante material em inglês para as pessoas de fora me conhecerem, e entenderem quem eu sou como artista”, explicou.

Anitta também revelou que a canção em português terá um feat, mas não revelou com quem fará esse dueto. Na próxima música em inglês, no entanto, ela pretende cantar sozinha.   

O lançamento de janeiro, inclusive, é o mais esperado pela cantora. Anitta revelou que essa é a música na qual ela e sua equipe apostam para ser o hit do álbum.   

“Eu não acho que ‘Faking Love’ vai ser um dos grandes hits do CD. Eu realmente acredito na de janeiro. Eu acho que é uma música [Fanking Love] muito boa, um novo ritmo, uma nova proposta, vocais super legais, a letra que fala muito do meu jeito. Foi uma escolha geral lançar três músicas sustentando antes, mostrando quem eu sou, até chegar ao hit”, argumentou.  

Confira outros trechos da coletiva:  

  • Coreografia do clipe

“Nessa coreografia, quero fazer diferente. Tem uma vibe de pop americano. Contratei uma coreógrafa americana super conhecida e prodígio, a gente fez uma coreografia bem no estilo da galera daqui mesmo, mas acho que o pessoal vai gostar. Sem dúvida a coreografia mais difícil que dancei na minha vida. Eu digo que não sou uma dançarina, eu finjo que eu sou. Essa foi babado, fiquei ensaiando uns cinco dias” 

  • Lançamento de 'Faking Love'

“Ela já estava pronta desde antes, eu já sabia quais seriam as três primeiras músicas do álbum. Só que no meio do caminho eu fiz sessão de estúdio com pessoas que eu sempre quis fazer e saíram coisas sensacionais. Então não tive coragem de lançar o álbum sem incluí-las, só porque estava pronto. Aí resolvi deixar o álbum para depois” 

  • Lançamento no mesmo dia de Adele 

“A gente não sabia na verdade. Mas eu também não sou de dar pra trás não, então pensei não estou com medo não, Adele tem o som dela, ela tem o meu, escuta um pouquinho ela, escuta um pouquinho eu. Mas que bom que muita gente cancelou [o lançamento], porque foi menos gente [risos]. Eu achei super bom, no final das contas achei até positivo. São públicos diferentes, ela é uma artista que já tem uma carreira há muito tempo e eu estou só começando no EUA” 

  • O que mais quer conquistar? 

“Não cobro tanto de mim, eu não fico frustrada, porque já é muito inacreditável tudo que eu fiz e está ótimo” 

  • Carreira nos EUA 

“Estou com muito mais paciência, tempo ao tempo, menos pressa, e está ótimo. Estou bem relaxada, fazendo mais pela diversão, pelo processo. Minha pretensão é mostrar o quanto pode ser legal, diferente, uma brasileira cantando em inglês, como pode ser desafiando. Ver os artistas americanos sabendo quem sou eu.” 

  • Gravação do clipe de ‘Faking Love’ 

"Foi muito desafiante, foi péssimo, atrasaram tudo, não sei se estavam a fim de ganhar hora extra, e eu tinha voo para uma reunião do Nubank na manhã seguinte. Comecei a ficar louca, dar meus chiliques que vocês já conhecem da série, comecei trocar a roupa que nem uma louca, perdi meu voo, tive que sair correndo. Ainda bem que eu já tinha gravado as cenas dançantes antes. [...] foi um estresse. Isso porque eu peguei gente que eu nunca tinha trabalhado e depois quiseram me cobrar hora extra e eu fiquei com ódio. Mas acabou, os próximos eu que vou dirigir que eu já perdi a paciência com essas coisas de clipe."

  • Novo começo 

Tenho que entender que é um novo início e não vou ficar com o ego de ser uma ‘super-star’ porque não sou. É ainda meu terceiro single. Não dá para eu pensar que quero ser tratada que nem no Brasil, andar com 50 seguranças. Aqui eu ando normal, é um novo início total. Não me preocupo muito, com estrutura etc. Não dá para fazer muita exigência como se eu fosse enorme aqui, tenho que me portar como uma iniciante que eu sou e está ‘mara’. E os resultados são muito maiores do que esperávamos, está sendo muito incrível.