TV

'BBB 18': entenda os significados das tattoos dos brothers

Dos 17 participantes que estão na casa, oito tem seus corpos “rabiscados”

Agência O Globo

Parece até esses realities de tatuagem, mas é o “Big Brother Brasil 18” mesmo. Dos 17 participantes que estão na casa, oito tem seus corpos “rabiscados”. No programa, eles desfilam suas marcas 24 horas por dia na televisão, cada um com seus propósitos. Alguns são minimalistas, outros preferem se entregar por completo à arte e ter dezenas de desenhos, como o paulista Caruso, com 60 tattoos. Veja e inspire-se nos modelos mais vigiados do Brasil!

Ele é o campeão: cerca de 60 tatuagens

Foto: Divulgação

O único que pode competir com o curitibano Wagner (veja abaixo) em números de pinturas corporais é Marcos Caruso. O publicitário fez a primeira tatuagem aos 28 anos e admitiu que, para contar a novidade aos pais, apelou para a tecnologia: “Meus pais não gostam. Mandei um e-mail e ele (pai) disse que estava tudo bem, mas que não gostava”, revelou o brother num papo na casa. Aos 34, o paulista tem cerca de 60 tattoos. Ele tem os dois braços fechados com sinais diversos, além de desenhos na barriga e na costela.


Um tiozão cheio de estilo

Foto: Reprodução/ TV Globo

O mais velho da casa, Ayrton, de 56 anos, está em pé de igualdade com os meninos do “BBB 18” no quesito “originalidade” nas tattoos. Nos dois braços, ele tem “meia manga” (quando parte do membro é inteiramente coberta). No lado direito, um cavaleiro templário. No esquerdo, os desenhos de mão, caveira, rosto de mulher, relógio, lobo e lua se entrelaçam.

Amuletos: vibração positiva

Foto: Divulgação

Artista visual, Wagner é um portifólio ambulante de sua arte e do talento de tantos outros que já riscaram sua pele. Ao todo, são 43 tatuagens que representam amuletos e recordações de 35 anos de vida, e um piercing no mamilo. No peito, ele diz ter “Santo fuerte” (santo forte). Já na palma da mão direita, estão escritas “positiva” e “vibração”.

A harmonia perfeita: ídolos pelo corpo

Foto: Divulgação

Diferentemente dos outros homens tatuados da casa, o cantor Viegas, de 33 anos, uniu desenhos, frases e nomes de pessoas que o ajudaram a se construir como ser humano. Em destaque, no braço direito, a mensagem que representa a união, acompanhada dos rostos dos líderes políticos Nelson Mandela, sul-africano, e Martin Luther King e Malcom X., americanos. No outro braço, ele tem a oração “Somos dois pra sempre”. Reafirmando sua identidade, o paulista da Zona Leste tem o próprio nome tatuado no pescoço. Já no peito, um lema: “Viver e aprender”.

Princesa da mamãe: homenagem

Foto: Divulgação

Para reforçar o amor pela mãe, Jéssica tatuou uma coroa e uma tiara no braço esquerdo, no Natal de 2016. “Minha filha diz que sou sua rainha, e eu falo que ela é minha princesa. Tenho os mesmos desenhos, que simbolizam nossa relação”, conta Tânia Heckert.

A estrela no ombro direito foi a primeira experiência que a personal trainer teve com tatuagens, aos 16 anos. O símbolo representa as vitórias de quando era ginasta. Jéssica exibe ainda desenhos de coração no cóccix e uma arraia no pé, ambas em homenagens a ex-namorados.

Um patuá ambulante: em busca de proteção

Foto: Divulgação

Se você procurar pelo corpo do arquiteto Breno, de 29 anos, vai encontrar dez tatuagens. Só para citar algumas, a mandala no braço esquerdo significa sorte; a caveira no antebraço direito representa igualdade e o desejo de viver a vida como se fosse sempre o último dia; no mesmo lado do corpo, a mão de Fátima é para proteção contra o mau-olhado, assim como os desenhos em seu antebraço esquerdo. “Ele sempre faz duas de uma só vez porque não gosta de ter desenhos em número ímpar. As pessoas que curtem tatuagem têm essa superstição”, entrega Bruna Simões, a irmã do brother.

Simples mensagens: crenças por escrito

Foto: Divulgação

A ex-jogadora de vôlei Paula preferiu espalhar pelo corpo imagens delicadas. Em cada ponto, uma mensagem pessoal que, muitas vezes, servem como oração. No antebraço direito, “Entrego, confio, aceito e agradeço”. Por entre flecha, borboleta, símbolo chinês, coroas, flor e âncora, outras citações que a mineira de 29 anos explicou numa conversa com Kaysar: “Escrevi ‘Sonhar torna a vida mais feliz’ porque o sonho move a gente”. A outra, “Além do que se vê”, fala sobre olhar as pessoas sem pensar só no físico.