TV

'BBB 19': Gabriela diz que vai tomar atitudes após ver intolerância religiosa no programa

Rodrigo França, que já depôs sobre o episódio de intolerância religiosa protagonizado por Paula, será procurado pela cantora

Agência O Globo
Eliminada do último domingo no "Big Brother Brasil 19", Gabriela Hebling comentou sobre sua participação no jogo com Ana Maria, no "Mais você" desta segunda-feira. Entre as declarações de maior destaque, a ex-participante enfatizou que viu alguns programas exibidos e afirmou que vai tomar atitudes após assistir a depoimentos discriminatórios no programa:
Foto: Reprodução | TV Globo
"Eu vi uns vídeos bem polêmicos nesta madrugada e vou fazer algumas coisas, principalmente sobre intolerância religiosa. Eu respeitei tudo lá dentro. Vou conversar com Rodrigo e, daqui para frente, fazer algumas coisas".
Rodrigo França, que já depôs sobre o episódio de intolerância religiosa protagonizado por Paula, será procurado pela cantora.
Gabriela, que é filha adotiva, também comentou durante a atração que gostaria de adotar uma criança. A Ana Maria, a ex-BBB também relembrou como foi a descoberta de que não era filha biológica da mulher que a criou:
"Do jeito que minha mãe sofreu na rua, ainda mais por ter uma filha preta e uma filha branca... Eu entendia mais ou menos", disse ela no "BBB".
No "Mais você", Gabriela continuou: "Minha mãe (adotiva) teve que se fazer muito mais guerreira do que ela era (...) Eu tinha curiosidade de saber do meu físico, da ascendência. Ela é uma mulher guerreira, eu agradeço. Ela me pediu desculpas e eu disse: 'Não precisa me pedir desculpas'. Eu conheci minha mãe biológica aos 21 anos. Mas ela me conheceu de verdade no 'BBB' (...) Quero conversar com ela agora, madura, aos 33 anos".
Após o paredão polêmico, em que a participante Rízia praticamente colocou seu nome na eliminação, Gabriela defendeu a colega:
"Eu me senti representada dentro da casa olhando a Rízia. Os novos penteados de cabelo, a maquiagem. A gente batia a força uma para a outra. Era um ringue de uma dando o soco de força uma para a outra".