TV

BBB 19: Maycon é acusado de intolerância religiosa

Brother deu declarações polêmicas durante uma festa no fim de semana

Agência O Globo
A cena em que Gabriela e Rodrigo aparecem de mãos dadas dançando Jorge Aragão, durante uma festa no "Big Brother Brasil 19", virou papo entre Maycon e Diego. O vendedor de queijos disse ter sentido um arrepio ao ouvir "músicas esquisitas".
"Cumprimentei (a Gabi e o Rodrigo), conversei, de repente eu senti um arrepio. Começou a tocar umas músicas esquisitas. Olhei para os dois, num sincronismo legal. Achei legal, juro por Deus. De repente, comecei a olhar e escutar uns negócios. 'Não faça igual a eles'. Aí veio Jesus Cristo em minha mente. 'Não para aqui. Para a vida inteira. Se fizer igual a eles, eles ganharão mais força'. Eu não sou doido", disse Maycon.
Nas redes sociais, o mineiro foi taxado de preconceituoso e acusado de intolerância religiosa. "Enquanto Gabi e Rodrigo dançavam e choravam em uma música sobre identidade negra, Maycon escutava a voz do preconceito guiada pela intolerância religiosa. Aos míopes sociais que não conseguiram notar o preconceito, providenciem seus óculos de realidade", escreveu um fã do programa.
"Mas vocês se passam também, né 'BBB19'? Coisas estranhas a gente sente quando a comida não bate direito e dá aquela dor de barriga. Isso daí está mais pra preconceito e intolerância mesmo", rebateu outra seguidora. "O candomblé é uma das religiões que mais sofre no Brasil com intolerância religiosa. O que a Paula e Maycon falam no 'BBB 19' se ouve todo dia na rua!", disse outro fã.
O Twitter oficial do participante se pronunciou: "Ser uma pessoa sensitiva, significa ter a capacidade de perceber e ser afetado pelas energias de outras pessoas, assim como, ter uma capacidade inata de sentir e perceber intuitivamente coisas que nem todos percebem. Isso é o que o Maycon é uma pessoa sensitiva", escreveram, mas a mensagem foi apagada.
Mais tarde, o Twitter oficial do participante comentou que a mãe de Maycon recebeu apoio da mãe de Isabella: "Queremos agradecer publicamente a mãe da Isabella que hoje ligou para a mãe do Maycon em solidariedade, a consolou e oraram juntas", escreveram.
Nos comentários, fãs criticaram a postura da torcida e disseram que era preciso consolar a mãe de Rodrigo e Gabriela. "Ligaram pras mães de quem foi vítima de intolerância religiosa?", escreve uma fã. "E as mães de Rodrigo e Gabriela?", comentou outro internauta. "Mas gente, o Maycon não é criança. Ele deveria ter consciência do que fala e respeito por outras religiões", bradou outro seguidor.