TV

BBB: Caruso nega ser homofóbico: 'Não sou, nunca fui, nunca serei

Sobre as brigas com Mahmoud, Caruso explica que foi por afinidade e por interpretações erradas após a briga das panelas.

Agência O Globo

Antes mesmo de entrar na casa do “Big Brother Brasil 18”, Caruso foi taxado nas redes sociais de homofóbico, depois que foram encontradas piadas e comentários, preconceituosos em seu Facebook. Na casa, embora não tenho dito nada, a implicância do paulistano com Mahmoud, declaradamente gay, levantou suspeitas. Agora, eliminado do reality, Caruso se defende das acusações:

— Não sou, nunca fui, nunca serei (homofóbico). É muito triste sair e me deparar com essa notícia. Tenho uma relação tão boa com tantos amigos gays, de reciprocidade e de respeito, que quando eu me deparei com isso, fiquei bastante chateado. Não existe isso na minha vida — diz.

Foto: Reprodução/TV Globo

Sobre as brigas com Mahmoud, Caruso explica que foi por afinidade e por interpretações erradas após a briga das panelas.

— O Mahmoud era a pessoa um pouco mais distante de mim na casa. Eu achava que ele tinha o grupo dele, talvez ele achasse que eu tivesse o meu. Teve o lance de quando ele comeu na panela do “Tá com tudo” e no calor da emoção eu fiquei bravo com ele, fui falar de um jeito e ele interpretou de outra forma.

E por causa das brigas, Caruso acredita que teria atitudes diferentes se voltasse ao reality.

— Escutaria mais e seria menos impulsivo. Tentaria manter uma harmonia dentro da casa. Respeitaria um pouco mais o espaço dos outros. Eu me arrependo das discussões e de ter me exposto tanto em alguns momentos.