TV

BBB18: Gleici, Nayara e Mahmoud estão no paredão

Nayara e Wagner discutiram bastante após formação do paredão

Agência O Globo

O paredão triplo formado por Gleici, Nayara e Mahmoud no último domingo, no “Big Brother Brasil 18”, mexeu com os ânimos dos confinados. A acreana foi quem recebeu mais votos pela casa, seguida de Mahmoud. Já Nayara foi emparedada por Ana Clara e Ayrton, da Família Lima, após um longo depoimento da carioca sobre o que a levou a votar na jornalista.

Foto: Reprodução | TV Globo

Depois da transmissão ao vivo de Tiago Leifert, Nayara e Wagner discutiram depois que o artista visual alegou ter ficado chateado porque a jornalista havia chamado ele de “leva e traz”. “No dia em que você me rotulou de 'leva e traz', o destino fez a sua parte e o mundo deu a volta. Agora voltou pra você”, disse Wagner. Os dois levantaram as vozes, a discussão ficou mais acalorada, e o artista continuou: “Você pagou pelo que falou pra mim. Outra coisa: quando disse pra ti que você estava começando a colar com os branquinhos do shopping, eu não quis ofender Lucas e Jéssica, eu estava brincando com você. Em vez de vir desenrolar comigo, você foi jogar eles contra mim. Acha maneiro isso?”

Já Mahmoud confessou que está sentindo que há um complô na casa. O sexólogo citou Caruso, Viegas e Wagner como um trio que combina votos no confinamento: “A gente se sente perseguido. Já é a terceira semana que eu levo voto e tem um triozinho ali que me persegue, vota em mim toda hora e eu quero saber por quê”, disse ele que, longe dos rivais, xingou os participantes e disse que chega a pensar em deixar o reality show: “Bando de b****, gente falsa. Não aguento mais isso, não vou aguentar isso, não sei lidar com rejeição”.

Gleici, por sua vez, optou por refletir sobre o que a teria feito levar a maior quantidade de votos dos colegas na noite de domingo: “Eu fico muito triste porque eu fiz nada pra ninguém aqui dentro. Pela segunda vez, e tem gente que deu motivo pra estar no paredão, arma barraco, faz leva e traz, fofoca... Eu não faço nada pra ninguém e é a segunda vez que tô no Paredão”.