Música

Biel retoma carreira após acusações de agressão e assédio

'Precisei de alguns reparos', disse músico

Agência O Globo
- Atualizada em

Quase três anos após acusações de assédio sexual (a uma jornalista) e de agressão (contra a ex-namorada Duda Castro), Biel tenta retomar a carreira com um novo lançamento musical: "Yo te lo doy". A música, lançada pela gravadora Warner, é um reggaeton diferente do funk que o consagrou.

Foto: Reprodução/Instagram

"Estes mais de dois anos longe do ‘meu mundo’ me apresentaram para mim mesmo. Precisei de alguns reparos, conheci Deus e o mundo nessa jornada. Espero que gostem de ‘Yo Te Lo Doy’ e que vocês possam ver neste trabalho um pouco desse reflexo de estudos e crescimento! Dale!", disse o cantor em comunicado à imprensa.

O cantor de 23 anos deixou o Brasil após as polêmicas e foi morar em Los Angeles, nos Estados Unidos. Por lá, investiu em estudos. "Eu me desafiava muito, mas, nem sei se acreditava que poderia sair da gritaria do funk para uma coisa mais refinada e direcionada. Muita água passou por debaixo da ponte e aqui estamos nós, em 2019, com meu primeiro videoclipe em espanhol, gravado em Los Angeles", explicou.

A pausa na carreira

Em 2016, uma jornalista registrou um boletim de ocorrência na 1ª Delegacia da Mulher de São Paulo por ter sofrido assédio sexual ao entrevistar Biel. A repórter alegou que, durante a entrevista, Biel disse que que a "quebraria no meio" e que a jovem, de 21 anos, era "gostosinha". O caso teria ocorrido em 3 de maio, com queixa registrada no dia 11 do mesmo mês.