Música

Bloco As Muquiranas diz que 'não tem plano B' para o Carnaval: 'Nosso público quer rua'

Instituição já tem 70% das fantasias vendidas para 2022

Mayra Lopes e Cláudia Callado (mayra.lopes@ibahia.com)
- Atualizada em

O Bloco as Muquiranas já tem tudo pronto para o Carnaval de 2022. Com o tema 'Barbie, Doutora da Alegria', as fantasias já estão sendo vendidas, e já tem data para serem retiradas, um novo trio será apresentando... só falta o maior importante: a confirmação de que terá festa na rua.

Em coletiva de imprensa nesta terça-feira (23), um dos presidentes do clube, Luciano Paganelli, afirmou que, caso não tenha Carnaval de rua, o bloco não desfilará. "Não temos plano B. O folião das Muquiranas quer rua, quer avenida, ali é o lugar dele. Estou falando pela instituição Muquiranas, o povo quer rua, quer extravasar, meu público não aceita um carnaval fechado", disse ele, ao ser questionado sobre a possibilidade de fazer uma festa "indoor". 

Washigton Paganelli, também presidente da instituição, foi ainda mais taxativo: para ele, o Carnaval vai acontecer.  "Vai ter o Carnaval de Salvador. O Governo entrou no Carnaval apenas para organizar, mas o Carnaval é do povo e surgiu do povo. E alguém aqui duvida que se tiver um Carnaval, será organizado como queremos, com controle sanitário, como queremos, obedecendo essas regras? Será seguro e muito mais tranquilo. Está faltando a responsabilidade do poder público em assumir e colocar essas regras em prática", disse ele, que também é coordenador executivo do Conselho Municipal do Carnaval (COMCAR).

"Queremos um Carnaval seguro, obedecendo as regras impostas pela OMS. Agora o Governo vai dizer qual é o Carnaval que ele quer, se vai ter em cada bairro em cada esquina ou organizado, no qual o folião de As Muquiranas se estiver com as duas dose da vacina. Só entra no camarote se tiver com as duas doses", completou.

O Governador Rui Costa e o prefeito Bruno Reis ainda não definiram se haverá ou não Carnaval na cidade. A promessa é que a decisão seja tomada na "data-limite", estipulada para final de novembro.