Cinema

Caso Von Richthofen: história será contada em dois diferentes filmes

Em formato inédito no Brasil, filmes serão exibidos em sessões alternadas nas mesmas salas de cinema

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

É praticamente impossível você ter nunca ter ouvido falar sobre o caso Von Richthofen. E em 2020, os cinemas receberão duas versões da mesma história, em uma formato nunca visto antes nas telonas, intitulados "A Menina que Matou os Pais" e "O Menino que Matou Meus Pais".

Protagonizados por Carla Diaz e Leonardo Bittencourt, os longas serão exibidos em sessões alternadas nas mesmas salas de cinema. Esta foi a solução artística encontrada pelos produtores para serem mais fiéis ao que está narrado nos depoimentos oficiais de Suzane Von Richthofen e Daniel Cravinhos.


Carla Diaz no papel de Suzane Von Richthofen / Foto: Divulgação

"Temos a mesma história contada em duas versões do crime e, o que pouca gente sabe, os bastidores anteriores ao crime. Tudo narrado oficialmente durante o processo e em especial no julgamento", explica o produtor Marcelo Braga.