Turismo

Com incerteza, brasileiros trocam férias no exterior praias do Nordeste

Na alta temporada, vendas de viagens devem crescer de 18% a 20% na comparação com o verão passado

Glauce Cavalcanti, de Agência O Globo
Em um fim de ano marcado pela trajetória de alta do dólar e pela transição para um novo governo, o brasileiro escolheu passar o réveillon e as férias de verão no Brasil. O Rio de Janeiro subiu ao posto de destino mais procurado para o Ano Novo, enquanto cidades do Nordeste, como Salvador, Fortaleza e Maceió, despontam como escolha para janeiro, afirmam empresas do setor de turismo. Com isso, o segmento doméstico vai responder por 60% das vendas de viagens nesta alta temporada, segundo a Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav). A previsão é de aumento de 18% a 20% em vendas na comparação com o verão passado.
O Rio voltou ao topo do ranking na preferência dos viajantes nacionais para o réveillon, mostra levantamento feito pelo portal de busca de viagens Kayak. Desbancou os campeões do ano passado, Miami e Orlando, sendo seguido por outros quatro destinos do Brasil: Fortaleza, Salvador, Recife e São Paulo. Outras cidades no exterior saíram do ranking: Paris, Nova York e Santiago. E Buenos Aires entrou na lista, em 10º lugar.
— No fim de 2017, sete entre os 15 destinos mais buscados eram internacionais, incluindo os dois primeiros. Este ano, há apenas quatro destinos no exterior na lista e apenas a partir da sexta posição. É efeito da alta do dólar, mas também mostra a prudência do viajante brasileiro diante da incerteza relativa ao início de 2019 — explica Eduardo Fleury, à frente do Kayak no Brasil.
Vantagem na América do Sul
O Decolar.com também tem o Rio entre os destinos mais buscados para o réveillon, além das férias no Nordeste como a vedete do verão.
— Sempre que há uma instabilidade do real frente ao dólar, deixando a moeda americana em um patamar mais alto, os destinos nacionais crescem frente aos internacionais, assim como os sul-americanos, na comparação com Europa e EUA — diz Alexandre Moshe, diretor-geral do portal.
O dólar subiu de R$ 3,20, em março, a um pico de R$ 4,20, em setembro, antes das eleições, até decair ao patamar atual, perto de R$ 3,90.
Fortaleza, Salvador, Recife e Florianópolis, numa lista de destinos de praia, são os preferidos pelos usuários do Decolar.com para este verão. A busca pela capital do Ceará, por exemplo, teve alta de 41% entre os cariocas em comparação ao ano passado. João Pessoa e Recife registraram alta de 39% e 36%, respectivamente.
No internacional, a demanda é liderada por Buenos Aires, seguida de Miami, Orlando, Lisboa e Santiago. Para Moshe, as duas cidades da América do Sul “são ótimas alternativas para fugir da alta do dólar”. A crise argentina derrubou a cotação do peso. No fim do ano passado, um dólar custava 19 pesos na Argentina. Agora, esta relação é de um dólar para cerca de 38 pesos.
O turismo experimentou momentos desafiadores para o varejo como um todo ao longo deste ano, pondera Adriano Gomes, diretor de vendas da CVC para o Estado do Rio:
— Houve dois momentos difíceis para o varejo em 2018, quando o desempenho ficou abaixo do esperado: na Copa do Mundo e antes das eleições. Isso fez com que as pessoas deixassem para comprar suas viagens com menos antecedência, ao contrário do que vinha acontecendo. Tanto que ainda há alguma disponibilidade para o réveillon. Mas a alta nas vendas foi súbita após as eleições — disse ele.
Pelo Decolar.com, o pacote para Fortaleza, com embarque do Rio em 18 de janeiro, incluindo passagem aérea e seis noites de hotel com café da manhã, custa a partir de R$ 1.536 por pessoa. Para Buenos Aires, saindo do Rio em 26 de janeiro, o pacote com bilhete aérea e cinco noites de hospedagem com café da manhã sai a partir de R$ 1.565 por pessoa.
Também na CVC uma seleção de destinos no Nordeste desponta na preferência do viajante, com destaque para Fortaleza, Maceió e Natal. Mas outros estão ganhando espaço nessa lista.
— Balneário Camboriú; Caldas Novas; Touros, no Rio Grande do Norte, que conta com um novo resort, além de Jericoacoara, que atendemos com um voo para a vizinha Camocim, além de Praia dos Carneiros (PE), estão crescendo muito. Os pacotes nacionais estão vendendo 12% mais que em 2017 — diz Gomes.
Com a CVC, o pacote de oito dias para passar a virada do ano em Fortaleza, com saída do Rio em 30 de dezembro, incluindo passagem aérea, transporte entre aeroporto e hotel, hospedagem com café e passeio pela cidade e praia de Cumbuco, sai a R$ 2.856, valor que pode ser parcelado em até 12 vezes.

Cruzeiros e Rock in Rio
Ele destaca ainda os cruzeiros marítimos pela costa brasileira e os resorts como outros produtos de grande procura, porque facilitam o cálculo de gastos nas férias ao incluir hospedagem, lazer e refeições. No internacional, a CVC segue tem demanda aquecida para Orlando, puxada pelos parques temáticos.
Um cruzeiro a bordo do MSC Fantasia, partindo do Rio dia 30, com direito a ver os fogos em Copacabana, e passando por Salvador e Ilhéus, sai a partir de R$ 7 mil por pessoa em cabine com varanda.
O Rio de Janeiro segue como destino forte também para a operadora, que amplia as apostas no destino. A CVC renovou o contrato com o Rock in Rio e, pela primeira vez, começou a vender pacotes com um ano de antecedência para quem planeja vir de outras cidades do país acompanhar o festival. Além disso, ampliou em 15% o bloqueio de diárias em hotéis da cidade para os dias de show.