Música

Com plateia calorosa, Saulo encerra turnê do álbum o 'Azul e o Sol'

Cantor apresentou clipe inédito da música Vida Labirinto

Carol Aquino, do Correio 24h
A ansiedade do público no palco da Concha Acústica na noite deste sábado (5) se justificava. Depois de passar por sete capitais, finalmente a turnê do show “O Azul e o Sol”, do cantor Saulo, chegou a Salvador.  Foi ali, diante do seu público fiel, que ele decidiu encerrar esse ciclo. A certeza de seus fãs era só uma, a de que o show seria iluminado. 
Foto: Evandro Veiga/CORREIO
“Deu até dor de barriga”, disse uma das seguidoras do cantor, a visual merchandiser Isabela Medeiros, 21 anos. “Já fui para vários shows dele, mas cada vez é uma emoção diferente, sempre mexe com o coração”, disse a jovem. 
Usando de uma de suas tradicionais batas brancas e com seus pés descalços (apesar de ter lançado um movimento de nome chinelismo), Saulo encerrou ali mais um ciclo da sua carreira.
“A impressão de quando você encerra uma turnê na Concha Acústica é de que foi bem sucedida, mesmo com todas as dificuldades. É complicado carregar um cenário nas costas e sair viajando pelas cidades. Mas o esforço vale muito a pena”, disse ele ao CORREIO antes de subir ao palco.
A celebração veio em forma de música e muita dedicação. Iniciando a apresentação com um presente para os fãs, ele apresentou em uma das telas da Concha o seu mais novo clipe: o da música Vida Labirinto, uma das canções do álbum “O Azul e o Sol”. 
Durante o show, ele entoou canções do último disco e também de trabalhos anteriores. Assim como as últimas apresentações do artista, a da Concha Acústica começou com a poesia que dá título à turnê.
Depois veio uma sequência de canções como De repente Mente, Veloso Cidade, Incrível Ser, A Gente Leve e Vida Labirinto. O público, mais que fiel, cantava em coro todas as músicas do álbum.
Empolgada, a estudante Winnie Alice Gomes, 21, vibrou: “Saulo tem uma energia incrível”. Na entrada da Concha, havia uma tela para as pessoas deixassem uma mensagem para o cantor e ela já sabia o que escrever. "Queria dizer que ele é inspirador, as músicas dele toda a energia ruim de você e te inspiram a ser uma pessoa melhor. O mundo precisa de mais pessoas assim", falou. 
Planos
Artista criativo, Saulo revela que já está preparando um novo disco, ainda sem nome e sem data para ser lançado. “Quando fecha um livro, imediatamente a gente sente uma necessidade de contar outra história. Então, eu já estou escrevendo”, comentou.
Foto: Evandro Veiga/CORREIO
A grande paixão do cantor e um tema constante nas suas canções, a Bahia servirá de pano de fundo para a nova novela das 21 h da Globo, o “Segundo Sol”. Saulo contou que está torcendo pelo folhetim por falar de seu estado natal e mais ainda pelo sucesso de seu amigo, o ator Emílio Dantas, que admitiu ter se inspirado nele para viver um cantor de axé. 
“Não sou um cara noveleiro, mas vou assistir por causa do Emílio. Tô torcendo pela novela porque quando fala da Bahia, a gente fica feliz. A gente adora essa terra e esse assunto. Vai ser lindo o Segundo Sol”, disse.