Música

Conheça as baladas mais luxuosas do Brasil; duas acontecem na Bahia

Sofisticação, atrações famosas e muito dinheiro estão envolvidos no novo mundo das "baladinhas top"; veja algumas

Carla Letícia* (carla.leticia@redebahia.com.br )
- Atualizada em

Muitas vezes criticada pelo público, a famosa "baladinha top" tem seu valor. E ele não é nada baixo! Super frequentes no sul e sudeste, as festas luxuosas, de música eletrônica ou não, estão agregando um público cada vez mais identificado com sua proposta: curtir ao máximo e sem economizar.

Em São Paulo, por exemplo, consegue-se desembolsar em uma dessas baladas até R$6500 em uma noite. Tá a fim de gastar um dinheirinho? Confira as festas abaixo, que incluem Bahia e Salvador: 


Casas em São Paulo são as mais luxuosas... e caras (Fotos: Divulgação)

VillaMix

Pra quem não sabe, o festival itinerante tem boates em três capitais brasileiras conhecidas pelas noites badaladas: Goiânia, Brasília e São Paulo. As casas possuem uma super estrutura e atrações de música eletrônica e sertanejo, e contam com bistrôs na pista, camarotes com capacidade para até 20 pessoas e até chapelaria. Para a entrada, homens e mulheres pagam um valor diferente, que pode incluir ou não consumação e variam de R$50 a R$300. Para os camarotes, o preço pode chegar a R$2000. 

Já o Festival VillaMix, além das atrações do palco principal, oferece também um lounge exclusivo com convidados especiais.

Woods 

O bar tem filiais em diversos estados e cidades, e se destaca por oferecer uma proposta de "country luxuoso". Segue a linha musical do sertanejo, mas os valores deixam claro que a festa não é nada simplória. Os camarotes custam R$ 2.000,00 (consumação + entrada) e são negociados de acordo com a atração do dia. As mesas nas área VIP e Bud custam R$ 600 e R$400, respectivamente.


Café de La Musique
Neymar e a irmã em festa 
no Café de La Musique 
A franquia também é festa itinerante e reconhecida por eventos recheados de artistas e convidados famosos em meio à muita música eletrônica e praias paradisíacas. A decoração também segue a temática praiana, e acontece com o pôr do sol como plano de fundo. Na Bahia, o Café de La Musique tem sede localizada em Trancoso, na Praia dos Coqueiros, e recebe centenas de convidados durante as festas, que acontecem principalmente no fim do ano. 

 

Green Valley 

Conhecido como "o paraíso da música eletrônica", a casa coleciona títulos mundiais. Localizado em Balneário Camboriú, ficou em segundo lugar na lista de melhores clubes do mundo da revista DJ Mag em 2016. O GV também realiza festas pelo Brasil, mas a casa em Santa Catarina, rodeada pelo verde e com diversos espaços disponíveis para o público, é o seu grande destaque. A música eletrônica é mesmo o seu forte, tendo recebido DJs internacionais de peso como Steve Aoki e Hardwell.

Para entrar no vale verde é preciso desembolsar de R$70 a R$245, dependendo da festa e da quantidade de convites disponíveis, e sem consumação. 

P12 

É claro que Jurerê Internacional não podia faltar nessa lista, né? O local, em Santa Catarina, é um dos maiores points quando o assunto é festa e luxo, as suas duas maiores especialidades. O estabelecimento é um day club que conta com piscina, camas, bangalôs, espaço lounge, camarotes com jacuzzis, deck de frente para a praia, restaurante e bares, além de dois palcos para receber shows nacionais e internacionais. O valor? Depende da apresentação do dia na casa. 
P12, em Jurerê Internacional: a balada dos famosos
The Week

O público LGBT é o alvo da The Week, casa com sede no Rio de Janeiro e em São Paulo, bastante frequentada pelos admiradores da música eletrônica. Pistas modernas, área externa e piscina fazem parte do clube, que tem apresentação das maiores estrelas do pop brasileiro. 

Caribbean Disco Club 

A casa, também em São Paulo, tem capacidade para mil pessoas e foi totalmente inspirada nas casas de Cancun, Aruba e Europa. Possui espaço de beleza com maquiadores e cabeleireiros profissionais de graça para os frequentadores e até um sushi bar! 
Caribbean Disco Club (Fotos: Divulgação)