Turismo

Conheça os lugares mais perigosos e os mais seguros para viajar

Lista tem países de América do Sul, África e Oriente Médio

Agência O Globo
Se segurança é um item fundamental na hora de escolher o destino de viagem, é bom ficar de olho na lista Travel Security Risk Map, elaborada pela agência de riscos International SOS. O estudo foi realizado com cerca de 1,3 mil profissionais do setor de turismo de 214 países.
Dependendo da tensão social, a periculosidade varia. É o caso de Hong Kong e Chile , que normalmente são considerados seguros, mas que tiveram o grau de perigo aumentado por conta dos protestos de rua. Outros locais, como Colômbia, algumas áreas do México , Líbano e Iêmen, por exemplo, costumam figurar na lista pela instabilidade política e pela falta de segurança pública.
Para 2020, segundo o levantamento, os países mais perigosos e de risco extremo estão localizados  na África e no Oriente Médio. São eles: Líbia, Síria, Iraque, Iêmen e Somália. México, Índia, Honduras, Venezuela, Peru e Egito têm uma mistura de classificações, com áreas de grande perigo e outras de perigo moderado.
Na outra ponta da lista estão os países de menor risco em todo o mundo. São eles: Ilhas Cayman, Islândia, Finlândia, Suíça e Seychelles. O Brasil é considerado um país de "risco médio". Apesar de não sofrer, segundo os pesquisadores, com instabilidade política grande, os altos níveis de homicídios, assaltos e desigualdade social comprometem a reputação do país. Veja abaixo.
Países mais perigosos
Líbia
Síria
Iraque
Iêmen
Somália
Sudão do Sul
República Centro-Africana
Partes do Congo (RDC)
Partes do leste da Ucrânia
Mali
Partes do Paquistão
Afeganistão
Partes do Egito
Países mais seguros
Islândia
Groenlândia
Noruega
Dinamarca
Finlândia
San Merino
Eslovênia
Suíça
Ilhas Turks e Caicos
Ilhas Cayman
Anguilla
Seychelles
Cabo Verde
Palau
Ilhas Marshall
Outros quesitos sazonais
Além de protestos que podem aumentar os riscos de alguns países, fenômenos naturais também são considerados na hora de um país figurar ou não na lista. Entre as piores ameaças estão furacões e incêndios nos Estados Unidos, inundações em partes da Europa e terremotos em locais como Turquia e Japão.
"Desastres naturais estão realmente impactando todos os cantos do globo", diz o estudo. “Portanto, deve-se estar o mais preparado possível e ter uma maneira de se manter informado se algo acontecer".