Música

Desafio aceito: iBahia vive quatro baladas em uma só noite

Repórter do iBahia viaja a São Paulo para vivenciar a experiência de quatro festas distintas de uma única vez

Naiá Braga (naia.braga@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Experimentar as infinitas possibilidades que só a música oferece, quatro festas em um só prédio, de uma única vez. A proposta inusitada do festival Skol Beats Tower chegou ao iBahia e resolvemos encarar o convite com a alma aberta e os pés fincados na pista de dança. O local escolhido foi um edifício em Jaguaré, zona oeste de São Paulo. Dividido em duas partes, a segunda etapa do evento começou na quinta-feira (24) e vai até este sábado (26). São quatro andares que irão receber oito baladas ao  final da temporada. 

 Foto: Felipe Panfili/ Divulgação

Habituada com as temperaturas elevadas da capital baiana, confesso que fiquei intimidada com os 16ºC que marcavam em um dos termômetros  da Avenida Jaguaré.  Devidamente agasalhada, eu e mais outros colegas chegamos ao local das festas pouco depois das 23h30 da quinta-feira (24).

Foto: Naiá Braga
Ainda no hall do prédio já era possível identificar o caráter heterogêneo do festival: diferentes tribos, amantes da moda, música e arte já se concentravam. E minha intuição não enganou. O gerente de marketing da Skol Beats, Alexandre Costa, deu uma pista do que seriam as próximas horas. "É muito maior do que só uma noite. E como a gente faz para tirar as pessoas da zona de conforto? Construir uma experiência para que a pessoa pudesse viver em uma  única noite e pudesse ter diversas experiências. São estilos musicais completamente diferentes em cada um dos andares, do norte ao sul do país. São casas noturnas, festas, festivais e reunir o que a gente pudesse trazer de diversidade. Seja de estilo, seja de música, seja de cultura, seja de pessoas. Esse era o nosso grande objetivo", esclareceu. 
 Foto: Felipe Panfili/ Divulgação
Famosa balada de música eletrônica da noite paulista, a D-Edge deu o nome do primeiro andar das festas. Caracterizado pelo estilo eletrônico underground e as luzes led convidaram para o ambiente de  forte imersão na noite. Quem subisse o lance de escadas seguinte, no segundo andar, iria encontrar o clima de praiano do Warung Club, situado na Praia Brava, em Itajaí, santa Catarina, considerado um dos templos da música eletrônica do Brasil.

Os fãs de rock acústico, com um ambiente mais intimista, menos sóbrio e mais sofisticado puderam se identificar com o Alberta #3, casa noturna situada no  centro de São Paulo. O quarto andar foi dedicado ao Coala Festival, evento voltado para a nova MPB, que foi a grande homenagem à diversidade da música brasileira. 
Foto: Felipe Panfili/ Divulgação

E como o clichê avisa quem "não pode faltar um baiano em um bom lugar", o cantor Denny Denan, ex-vocalista da Timbalada e em carreira solo desde o final do mês de julho, conversou comigo e falou da experiência no evento. "É a primeira vez que eu venho num evento desse porte, claro, que já fui em outros países. Mas fechar o prédio para fazer uma balada nesse estilo é ousado. Eu acho que o novo é sempre bem vindo e isso casa com o meu
Foto: Naiá Braga
pensamento de ousar, de ter a coragem de fazer o que gosto", contou bastante animado.

Para além da ousadia e inovação, a sensação de multi experiências em uma única experiência foi eficaz. Ao construir, de forma sensorial, ambientes completamente distintos e que vão além da música eletrônica, pois incluem e entendem a pluralidade cultural da música feita e consumida no Brasil.