Teatro

Festivais infantis têm programação diversa em outubro

Eventos como o Vilerê e o FIA tomam conta de Salvador com atrações gratuitas ou a preços populares

Laura Fernandes, do Correio (laura.fernandes@redebahia.com.br)

Para marcar o mês das crianças, diferentes festivais tomam conta de Salvador com programações gratuitas ou a preços populares. Entre eles, estão o FestivalVilerê, que acontece até dia 12, no Teatro Vila Velha, e o III Festival Infantil de Artes, que começa domingo (1/10) e segue durante o mês de outubro no Galpão Wilson Melo, espaço revitalizado e administrado pelo Coletivo 4 no Forte do Barbalho.

Composto por teatro, música, jogos, oficinas, bate-papo e exposição, o 10º Vilerê reúne três espetáculos neste fim de semana: a montagem Caderno de Rimas do João e Sem Rimas da Maria, da Cia. Novos Novos, em cartaz sábado (30), às 11h (pague quanto quiser); a peça Sobre o Menino Que Queria Voar, do Lucai Artes Integradas, sábado (30), às 16h (R$ 30 | R$ 15); e Sancho Pança – O Fiel Escudeiro, da Tropa Trupe de Natal, domingo (1/10), às 16h (R$ 30 | R$ 15).

Quem chegar cedo para ver os espetáculos do Vilerê, que tem como tema Brincando com Artes e Tecnologias, vai poder aproveitar a inauguração do cantinho audiovisual que vai reunir animações baianas, hoje e amanhã, a partir das 15h. Já no próximo fim de semana, o público conhecerá a sala que reúne jogos em construção criados por jovens baianos. A programação completa pode ser vista no site www.teatrovilavelha.com.br.

“A gente resolveu juntar tecnologia e arte, porque achamos importante trazer o espírito crítico para a criança, já que está vulnerável a um monte de linguagens que não levam em conta o conteúdo. A arte está aí como instrumento de reflexão e transformação da realidade. O teatro tem esse papel crítico”, defende a diretora teatral Chica Carelli, 60 anos, que coordena e assina a curadoria do Vilerê com a diretora e arte-educadora Débora Landim e o dramaturgo e game designer Victor Cayres.

Também preocupada com o conteúdo infantil, principalmente no mês das crianças, a atriz e diretora teatral Fernanda Paquelet, 42, criou o Festival Infantil de Artes (FIA), com o Coletivo 4. “A gente começou a ver uma quantidade grande de atrativos ligados ao consumo desenfreado, ao acúmulo material. O acúmulo intelectual é que é a ideia do festival. Tinha um público que estava sendo negligenciado”, acredita Fernanda.

Inicialmente dedicado ao teatro, o FIA aposta na diversidade e inclui, nesta edição, linguagens como o cinema e a gastronomia. Entre os destaques da programação, estão o Sarau Das Crianças, apresentado pela atriz Zeca de Abreu domingo (1/10), às 15h, com entrada gratuita; e a oficina de culinária A Fantástica Oficina De Sanduíches Mirabolantes Pitéu, conduzida pela chef Katia Najara, dia 8, às 16h (R$ 30, inscrições no oficinadochefinfantil@gmail.com).

Além disso, o festival que tem apoio da Fundação Gregório de Mattos, por meio do Edital Arte Todo Dia Ano 3, conta com o Cineclube Infantil que exibe, gratuitamente, no dia 15, o filme Do Outro Lado de Lá, de Lázaro Ramos, às 16h, e Jonas e o Circo Sem Lona, de Paula Gomes, às 17h30. A programação completa está no Facebook do Coletivo 4.