Cinema

Globo de Ouro abre temporada das grandes premiações em 2019; veja indicados

Cerimônia será realizada neste domingo (6) e será transmitida a partir das 22h pelo canal TNT

Agência O Globo
- Atualizada em

Quando se trata de premiação, o Globo de Ouro pode até ter menos prestígio que o Oscar para o cinema e o Emmy, no caso da TV. Mas certamente é mais divertido — quiçá esperado. Enquanto o evento da Academia viu sua audiência despencar nos últimos anos, resultado de cerimônias mais arrastadas, a festa promovida pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA) vem apostando, desde 2009, em apresentadores engraçadíssimos. Como também premia produções de TV e streaming, que a cada ano ganham mais relevância, tem todos os ingredientes para dar certo. A cerimônia deste domingo, transmitida a partir das 22h pelo canal TNT, é o auge dessa tendência.

Foto: Divulgação
Esperando repetir o sucesso das três edições apresentadas pelas comediantes Tina Fey e Amy Poehler (de 2012 a 2014), a HFPA convidou outra dupla de grande apelo: os atores Andy Samberg (de “Brooklyn Nine-Nine”) e Sandra Oh (“Killing Eve”). Eles entregaram, juntos, uma categoria no Emmy passado, e a química no palco era evidente.

Depois de uma edição histórica, na qual atrizes usaram roupas pretas em apoio aos movimentos #MeToo e Time’s Up (sem falar do discurso de Oprah Winfrey, lembra?), os mestres de cerimônias querem substituir política por risadas. Tudo é possível até a cerimônia acontecer, claro, mas Samberg e Sandra já deixaram claro que não estão interessados em citar o presidente americano, Donald Trump, por exemplo. Em entrevista à revista “Hollywood Reporter”, Sandra disse querer focar nas mudanças concretas em Hollywood.

Mas que mudanças? “Quantas zilhões de pessoas viram ‘Pantera Negra’ e ‘Podres de ricos’?”, perguntou a atriz em entrevista à “Hollywood Reporter”, referindo-se aos fenômenos de bilheteria que concorrem ao prêmio de melhor filme de drama e comédia, respectivamente. Um tem elenco predominantemente negro; o outro, asiático. Até poucos anos, a polêmica da vez nas premiações era a falta de diversidade. Então, faz sentido querer simplesmente celebrar.

A própria estrela de “Killing Eve” fez História no ano passado ao se tornar a primeira mulher de descendência asiática a vencer o Emmy de melhor atriz em série de drama. Hoje à noite, ela é forte candidata a repetir o feito, mas enfrenta a concorrência de Julia Roberts (“Homecoming”). É a primeira vez que esta disputa uma categoria de TV no Globo, e a HFPA adora uma novidade.

Por esse motivo, “Pose” e “Bodyguard” estão no páreo pelo troféu de melhor série dramática — embora a maioria dos críticos torça para “The Americans”, encerrada com uma excelente sexta temporada.

“The good place” concorre pela primeira vez como melhor série cômica, o que a favorece. Mas aqui cabe uma ressalva: “The Marvelous Mrs. Maisel”, mesmo tendo vencido ano passado, segue extremamente popular. “O método Kominsky”, “Kidding” e “Barry” são as novidades que completam a categoria. Nenhuma deve ser descartada. É uma das seções mais imprevisíveis de hoje.

Na seara de cinema, a situação também é complicada. “Nasce uma estrela”, de Bradley Cooper, é citado como favorito na maioria dos sites de apostas. Mas, como mencionado, não se pode subestimar a importância de “Pantera Negra” — e do politizado “Infiltrado na Klan”, uma das obras mais contundentes de Spike Lee sobre racismo. “Se a Rua Beale falasse” tem o peso do diretor Barry Jenkins (de “Moonlight: sob a luz do luar”, 2016). Por fim, “Bohemian Rhapsody” ganhou inesperado prestígio na temporada de premiações, mesmo com a mancha no nome do diretor Bryan Singer, demitido no meio das filmagens por “comportamento errático” no set.


Entre as comédias, “Green Book: o guia” foi o grande vencedor do Festival de Toronto e aparece em primeiro lugar na lista de vários especialistas. No páreo está “A favorita”, a trama de época dirigida pelo grego Yorgos Lanthimos, que conquista o coração dos jurados a cada filme que lança. E não esqueça de “Vice”, sátira política sobre o vice-presidente Dick Cheney. Mesmo tendo recebido críticas mistas, o longa de Adam McKay é líder de indicações (seis, no total), sinalizando ser um queridinho entre os jurados.

Este ano, o 76º Globo de Ouro acontece na véspera do início da votação da Academia. Assim, é grande a possibilidade de os resultados de hoje influenciarem os do Oscar. Por mais que os votantes sejam diferentes, a projeção que os premiados de hoje ganharão não pode ser ignorada. De qualquer forma, mesmo que você não ligue para quem vai levar as estatuetas, a cerimônia do Globo de Ouro é, por si só, entretenimento de qualidade.

Veja a lista de indicados

Cinema
Filme - Drama

“Infiltrado na Klan”
“Pantera Negra"
“Bohemian Rhapsody”
“Se a rua Beale falasse”
“Nasce uma estrela”

Filme - Musical ou Comédia

“Podres de ricos”
“A favorita”
“Green Book: o guia”
“O retorno de Mary Poppins”
“Vice”

Atriz - Drama
Glenn Close (“A esposa”)
Lady Gaga (“Nasce uma estrela”)
Nicole Kidman (“Destroyer”)
Melissa McCarthy (“Can you ever forgive me?”)
Rosamund Pike (“A private war”)

Ator - Drama

Bradley Cooper (“Nasce uma estrela”)
Willem Dafoe (“No portal da eternidade”)
Lucas Hedges (“Boy erased: uma verdade anulada”)
Rami Malek (“Bohemian Rhapsody”)
John David Washington (“Infiltrado na Klan”)

Atriz - Musical ou Comédia

Emily Blunt (“O retorno de Mary Poppins”)
Olivia Colman (“A favorita”)
Elsie Fisher (“Eighth grade”)
Charlize Theron (“Tully”)
Constance Wu (“Podres de ricos”)

Ator - Musical ou Comédia
Christian Bale (“Vice”)
Lin-Manuel Miranda (“O retorno de Mary Poppins”)
Viggo Mortensen (“Green Book: o guia”)
Robert Redford (“The old man and the gun”)
John C. Reilly (“Stan & Ollie”)

Diretor
Bradley Cooper (“Nasce uma estrela”)
Alfonso Cuarón (“Roma”)
Peter Farrelly (“Green Book: o guia”)
Spike Lee (“Infiltrado na Klan”)
Adam McKay (“Vice”)

Atriz coadjuvante
Amy Adams (“Vice”)
Claire Foy (“First man”)
Regina King (“Se a rua Beale falasse”)
Emma Stone (“A favorita”)
Rachel Weisz (“A favorita”)

Ator coadjuvante
Mahershala Ali (“Green Book: o guia”)
Timothée Chalamet (“Querido menino”)
Adam Driver (“Infiltrado na Klan”)
Richard E. Grant (“Can you ever forgive me?”)
Sam Rockwell (“Vice”)

Roteiro

Barry Jenkins (“Se a rua Beale falasse”)
Adam McKay (“Vice”)
Alfonso Cuarón (“Roma”)
Deborah Davis e Tony McNamara (“A favorita”)
Peter Farrelly, Nick Vallelonga, Brian Currie (“Green Book: o guia”)

Filme em língua estrangeira
“Capernaum” (Líbano)
“Girl” (Bélgica)
“Never look away” (Alemanha)
“Roma” (México)
“Shoplifters” (Japão)

Animação
“Os Incríveis 2"
“Ilha dos cachorros”
“Mirai”
“WiFi Ralph: quebrando a internet”
“Homem-Aranha no Aranhaverso”

Trilha original
Marco Beltrami (“Um lugar silencioso”)
Alexandre Desplat (“Ilha dos cachorros”)
Ludwig Göransson (“Pantera Negra”)
Justin Hurwitz (“O primeiro homem”)
Marc Shaiman (“O retorno de Mary Poppins”)

Canção
“All the stars” (“Pantera Negra”)
“Revelation” (“Boy erased: uma verdade anulada”)
“Girl in the movies” (“Dumplin”)
“Shallow” (“Nasce uma estrela”)
“Requiem for a private war” (“A private war”)

Televisão
Série - Drama

“The Americans”
“Bodyguard”
“Homecoming”
“Killing Eve”
“Pose”

Série - Musical ou Comédia
“Barry”
“Kidding”
“The good place”
“O método Kominsky”
“The marvelous Mrs. Maisel

Minissérie ou filme para TV
“The alienist”
“American crime story: O assassinato de Gianni Versace”
“Escape at Dannemora”
“Sharp objects”
“A very English scandal”

Ator em série - Musical ou Comédia
Sacha Baron Cohen (“This is America”)
Michael Douglas (“O método Kominsky”)
Donald Glover (“Atlanta”)
Bill Hader (“Barry”)

Atriz em série - Musical ou Comédia
Kristen Bell (“The good place”)
Candice Bergen (“Murphy Brown”)
Alison Brie (“Glow”)
Rachel Brosnahan (“The marvelous Mrs. Maisel”)
Debra Messing (“Will & Grace”)

Atriz em série - Drama
Caitriona Balfe (“Outlander”)
Elisabeth Moss (“O conto da aia”)
Sandra Oh (“Killing Eve”)
Julia Roberts (“Homecoming”)
Keri Russell (“The Americans”)

Ator em série - Drama
Jason Bateman (“Ozark”)
Stephan James (“Homecoming”)
Billy Porter (“Pose”)
Richard Madden (“Bodyguard”)
Matthew Rhys (“The Americans”)

Ator em minissérie ou filme para TV
Antonio Banderas (“Genius: Picasso”)
Daniel Brühl (“The alieniest”)
Darren Criss (“American crime story: O assassinato de Gianni Versace”)
Benedict Cumberbatch (“Patrick Melrose”)
Hugh Grant (“A very English scandal”)

Atriz em minissérie ou filme para TV
Amy Adams (“Sharp objects”)
Patricia Arquette (“Escape at Dannemora”)
Connie Britton (“Dirty John”)
Laura Dern (“The tale”)
Regina King (“Seven seconds”)

Ator coadjuvante (em geral)
Alan Arkin (“O método Kominsky”)
Kieran Culkin (“Succession”)
Edgar Ramirez (“American crime story: O assassinato de Gianni Versace”)
Ben Whishaw (“A very English scandal”)
Henry Winkler (“Barry”)

Atriz coadjuvante (em geral)

Alex Bornstein (“The marvelous Mrs. Maisel”)
Patricia Clarkson (“Sharp objects”)
Penelope Cruz (“American crime story: O assassinato de Gianni Versace”)
Thandie Newton (“Westworld”)
Yvonne Strahovski (“O conto da aia”)