Música

Ivete e Criolo sobre álbum em homenagem a Tim Maia: "Algo para nossas vidas"

Das quase 30 canções do show, 12 foram selecionadas; álbum de estúdio foi lançado nesta sexta-feira (31)

Marília Moreira (marilia.silva@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Após passar por seis capitais brasileiras homenageando Tim Maia, os cantores Ivete Sangalo e Criolo lançaram nesta sexta-feira (31) o álbum de estúdio "Viva Tim Maia! Ivete & Criolo (Universal) - já disponível nas lojas e plataformas virtuais. "Para nós, não foi apenas um espetáculo, foi algo para nossas vidas", resumiu Criolo. Durante bate-papo online com fãs e jornalistas nesta tarde, o cantor paulista - que está em Roma com a turnê internacional do disco "Convoque seu Buda" - ainda afirmou que a experiência de homenagear Tim Maia ao lado de Ivete, mesmo finalizada, ainda continua sendo especial. 

A emoção dos shows foi captada e transferida para o estúdio, onde os dois gravaram o álbum. "Nós gravamos boa parte das vozes na minha casa, que tem um estúdio, e essa foi uma das maiores experiências da minha vida, um verdadeiro albergue musical. Ainda que não estivessem 20 mil pessoas lá, durante as gravações, elas nos impregnaram durante nossos shows. Apesar de ambientes diferentes, a emoção está nesse disco. O disco reflete o show, o show reflete o disco, e é o resultado de algo feito com muito carinho", resumiu Ivete. Para a cantora, o grande trunfo do trabalho foi unir dois artistas aparentemente distantes e distintos para fazer algo junto. "Independente dos nossos segmentos, que são muito distintos, gostamos da mesma coisa que é a música. E o projeto é isso: duas pessoas boas, do bem, que estavam dispostas a estar ali e cantando aquilo".

Foto: Vinícius Pereira/Divulgação

Nos bastidores, a presença do produtor Daniel Ganjaman, colaborador habitual de Criolo, foi apontada pelos dois intérpretes como de extrema importância para a definição dos shows e do que se tornou o álbum. Das quase 30 canções do show, 12 foram selecionadas. "Daniel é um líder e a liderança dele nos deixou muito confortável também", definiu Ivete. Já para Ganjaman, foi grande a responsabilidade de comandar o projeto. "Há uma sensação de pertencimento muito grande do brasileiro com a obra de Tim Maia e a gente sentiu muito essa carga, de ter de apresentar algo que era de fato muito representativo para muita gente", ponderou.

Ivete e Criolo ainda se arriscaram a dizer quais suas canções favoritas de Tim Maia. "A favorita é complicado, porque Tim Maia é um cara muito diverso no modo de pensar, e muito intenso nas emoções, ele sofria, sorria, chorava e por isso acabou deixando um grande diário que é exatamente a obra dele", disse Ivete Sangalo ao finalmente cravar "Lábios de Mel" como sua favorita. "É a memória afetiva do meu encontro com Criolo, é um comprovante dessa experiência, a nota fiscal", brincou. Isso porque, durante os shows, ela costumava cantar a música solo; nas últimas apresentações, Criolo pediu para cantar junto e o pedido foi aceito - os dois ainda gravaram a faixa juntas para o álbum. Ivete ainda elegeu "Telefone" como a segunda na sua lista de preferências. 

Certeiro, Criolo não hesitou ao escolher "Um Dia de Domingo" como a sua predileta. "'Um Dia de Domingo' para mim é incrível. Gal, que é uma rainha, cantando com Tim no programa do Chacrina uma das músicas mais lindas do planeta. Não existe fronteira para música quando é com o coração. Isso acontecer naquele contexto, naquela época é incrível! Tem algo político naquele momento", comemorou. No disco, ela canta "Não Quero Dinheiro", "Réu Confesso", "Telefone", "Azul do Cor do Mar". Ele, "Primavera", "Chocolate", "Coroné Antônio Bento", "Me Dê Motivo". Juntos, entoam "Lábios de Mel", "Um Dia de Domingo", "Não Quero Dinheiro", "Do Leme ao Pontal".

Os cantores ainda falaram sobre a importância de se relembrar outros ídolos, a exemplo do que foi feito por eles com Tim Maia, dentro do Projeto Nivea Viva. "Eu me pego com o exemplo de Clara Nunes, que como intérprete deveria ser revisitada. Cassiano é outro, morro de vontade de gravar um disco só com músicas dele", falou Ivete. Para Criolo, quanto mais homenagens, melhor. "O primeiro nome que vem a minha mente é o nome de Cartola. Muitos jovens vão se apaixonar se conhecer", opinou.

Correio24horas